Isaiah J Downing/USA Today Sports
Isaiah J Downing/USA Today Sports

Orlando City anuncia dispensa de 9 jogadores, mas garante Kaká

Clube da Flórida não explicou o motivo da saída dos atletas

Estadão Conteúdo

25 Novembro 2015 | 14h25

Por meio de comunicado distribuído nesta quarta-feira, o Orlando City anunciou a dispensa de nove jogadores do seu elenco. O clube informou que os goleiros Tally Hall e Josh Ford, o lateral Corey Ashe, os meio-campistas Eric Avila, Tony Cascio e Lewis Neal e os atacantes Danny Mwanga, Adam Bedell e Sidney Rivera não terão os seus contratos renovados para a próxima temporada da Major League Soccer (MLS).

O clube, porém, confirmou a permanência de Kaká, hoje a principal estrela em atividade no futebol dos Estados Unidos, além de vários outros atletas do seu elenco. O ex-jogador do São Paulo, do Real Madrid e do Milan acabou não tendo sucesso em sua tentativa de ajudar a equipe a chegar aos playoffs da MLS, que hoje vive a disputa de sua fase semifinal.

A equipe da Flórida terminou esta edição da competição na sétima colocação da Conferência Leste e assim acabou sendo eliminada de forma precoce. E, aos comentar as dispensas, o clube informou apenas que "por políticas do clube e da liga, não foram revelados detalhes adicionais" que possam justificar as saídas dos atletas.

"Nós queremos agradecer esses ótimos jogadores por suas significativas contribuições para a histórica temporada de estreia do clube na Major League Soccer", disse o diretor executivo de futebol do Orlando City, Armando Carneiro, que depois completou: "Desejamos a eles muita sorte em suas carreiras daqui para a frente".

Discreto na reta final da MLS, Kaká marcou nove gols em 29 partidas na campanha do Orlando City. Mesmo assim, o craque foi convocado pelo técnico Dunga para os últimos dois jogos da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa de 2018, contra Argentina e Peru, mas ele ficou apenas no banco de reservas nestes dois confrontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.