Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Ortigoza faz dois, Palmeiras bate Bragantino e está na semi

Time alviverde vence por 2 a 1 no Palestra Itália e já está entre os quatro melhores do Campeonato Paulista

Rafael Vergueiro, estadao.com.br

24 de março de 2009 | 21h23

SÃO PAULO - Artilheiro do Campeonato Paulista com 12 gols, Keirrison é o principal jogador do Palmeiras até o momento na temporada 2009. Mas, nesta terça-feira, quem ratificou a classificação da equipe para a semifinal da competição foi o paraguaio Ortigoza, reserva do time de Vanderlei Luxemburgo. Ele fez os dois gols da vitória por 2 a 1 sobre o Bragantino, em partida válida pela 16.ª rodada do torneio.

Veja também:

linkOrtigoza comemora, mas não é o preferido do técnico

som Ouça os gols da partida no Território Eldorado

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

O triunfo no Palestra Itália deixa o clube com 40 pontos na liderança isolada e tranquila do Paulistão. O Corinthians, vice-líder, tem 33, enquanto Santos e Santo André, que dividem a quinta posição, podem chegar no máximo a 39 pontos ao término da fase de classificação.

Já o time de Bragança Paulista, que ainda sonha em disputar o Título do Interior, tem que se preocupar mais com o rebaixamento. Em 11.° lugar e com 16 pontos, a equipe tem apenas um a mais do que o 17.º colocado Noroeste, que abre a zona da 'degola'.

O Palmeiras, por sua vez, segue invicto no estadual (12 vitórias e quatro empates) e pode até perder os três próximos compromissos que estará na semifinal para tentar defender o título paulista. No próximo domingo, às 16h10, a equipe faz o clássico contra o São Paulo no Morumbi, enquanto o Bragantino recebe no mesmo dia o São Caetano.

DA RESERVA PARA O GLÓRIA

Os palmeirenses jamais foram derrotados pelo Bragantino no Palestra Itália, mas nesta terça levaram um susto logo aos 10 minutos do primeiro tempo, quando Pará cruzou para a área e o zagueiro Jeci chutou contra o próprio gol.

O resultado negativo poderia ser motivo de preocupação para a torcida presente no estádio, mas tudo começou a mudar aos 27 minutos, quando Luxemburgo tirou Jeci e colocou Ortigoza. Com isso, o treinador desfez o esquema 3-5-2 e voltou para o tradicional 4-4-2. A melhora do time foi notável.

Logo no primeiro lance, o atacante paraguaio levou perigo ao gol de Gilvan em toque de cabeça após cobrança de escanteio. Já Keirrison, em noite apagada, pouco incomodava o adversário.

Palmeiras2
Marcos    ; Maurício Ramos    , Jeci (Ortigoza    ) e Marcão; Sandro Silva, Jumar    , Cleiton Xavier (Evandro), Diego Souza     e Jefferson; Marquinhos (Souza    ) e Keirrison
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Bragantino1
Gilvan; Thiago Almeida, Marcelo Godri, Gabriel (Johnny) e Gustavo     (Paulinho Kobayashi); Moradei    , César Gaúcho    , Pará     (Jorginho    ) e Malaquias    ; Bill e Nunes
Técnico: Marcelo Veiga
Gols: Jeci (contra), aos 10 minutos do primeiro tempo, e Ortigoza, aos 45 do primeiro e aos 8 minutos do segundo tempo

Árbitro: Robério Pereira Pires

Renda: R$ 130.167,50

Público: 8.402 pagantes

Estádio: Palestra Itália, em São Paulo (SP)

Quando parecia certo de que o Bragantino iria para o intervalo em vantagem, veio o gol salvador, aos 45 minutos. Em bela jogada de Diego Souza, o meia cruzou com perfeição para Ortigoza, que empurrou com categoria para o fundo do gol.

O empate deu mais ânimo ao Palmeiras, que voltou para o segundo tempo com vontade de virar o marcador rapidamente. E conseguiu. Aos 8 minutos, em mais uma jogada de Diego Souza, a defesa do time do interior se atrapalhou e Ortigoza, mais uma vez oportunista, balançou as redes e fez a festa da torcida.

Em vantagem no marcador, o time alviverde só teve o trabalho de administrar o marcador até o final da partida. Sem força ofensiva, os visitantes pouco assustaram o goleiro Marcos.

SHOW DE CARTÕES

O árbitro Robério Pereira Pires distribuiu nada menos do que 13 cartões amarelos no confronto e não agradou nenhuma das duas equipes. Pior para o Palmeiras, que teve Diego Souza expulso e o meia já é desfalque certo para o clássico de sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.