Daniel Augusto Jr/ Diovulgação
Daniel Augusto Jr/ Diovulgação

'Os 15 jogos sem perder são a força da equipe', celebra Tite

Técnico ressalta invencibilidade e atletas 'projetam' vitórias em casa

Vitor Marques, O Estado de S. Paulo

07 de setembro de 2015 | 08h00

Uma das explicações para o Corinthians liderar o Campeonato Brasileiro é a invencibilidade. Já são 15 rodadas sem derrota - por isso o empate no clássico contra o Palmeiras foi muito celebrado pelos jogadores e pelo técnico Tite. A última vez que o time perdeu, no Brasileiro, foi no dia 20 de junho, na oitava rodada (1 a 0 para o Santos).

"O clássico foi cheio de jogadas fatais, emocionante e com oportunidades para os dois lados. Mas tivemos muita concentração para conseguir empatar no segundo tempo", comemorou o técnico Tite. "Os 15 jogos sem perder são a força da equipe."

Apesar dos três gols sofridos no clássico, algo pouco comum no Corinthians, o time de Tite ainda tem a melhor defesa do campeonato, ao lado do Grêmio (18 gols).

Terceiro colocado, o Grêmio é o rival da próxima quarta-feira. O jogo contra os gaúchos será em Itaquera, assim como a partida do próximo domingo, contra o Joinville. A meta do Corinthians é vencer os dois jogos em casa e se manter firme e com folga na liderança do Brasileirão. Hoje, a diferença para o Atlético-MG é de cinco pontos (50 a 45) e de seis para o Grêmio.

"Comemoramos o empate no clássico porque nosso objetivo era pontuar fora de casa e agora vamos em busca de seis pontos",  afirmou o meia Renato Augusto. "Mas ainda essa vantagem não nos dá gordura."

"O empate foi um ótimo resultado, mas vamos trabalhar com os pés no chão, ainda tem muito campeonato pela frente", ponderou o meia Jadson, artilheiro do time na competição com nove gols.

Tite também tenta controlar a euforia e evita qualquer discurso de favoritismo com o campeonato entrando na 24ª rodada de um total de 38. Na visão do treinador, a diferença ainda não é tão grande.

Para o jogo contra o Grêmio, o técnico terá dois desfalques. Fagner e Gil receberam terceiro cartão amarelo e estão suspensos. O lateral-esquerdo Uendel pode voltar.

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolbrasileiraocorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.