Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Os seis anos do 7 a 1: relembre outras goleadas brasileiras com este mesmo placar

Assim como a fatídica semifinal do Mineirão, o placar também fez história em jogos entre times nacionais

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de julho de 2020 | 15h31

A histórica goleada sofrida pela seleção brasileira na semifinal da Copa do Mundo de 2014 completa nesta quarta-feira seis anos. O raro placar adverso de 7 a 1, no entanto, está longe de ser uma exclusividade daquela equipe. Outras derrotas com este mesmo resultado também já foram alcançadas neste século e o Estadão destaca as mais memoráveis. 

Vasco 7 x 1 Guarani – 5 de agosto de 2001

O Vasco, na época comandado por Paulo Sérgio Gusmão, aplicou uma goleada no Guarani. A partida, válida pela primeira fase do Campeonato Brasileiro, foi em São Januário. Romário foi quem mais brilhou. Balançou as redes adversárias quatro vezes. Juninho Paulista, Botti e Jorginho completaram o amplo placar. Fumagalli fez o gol de honra do Guarani.

Vasco 7 x 1 São Paulo – 25 de novembro de 2001

No mesmo ano o Vasco foi responsável por aplicar a maior goleada sofrida pelo São Paulo em Campeonatos Brasileiros. A equipe tricolor teve o goleiro Rogério Ceni expulso logo no começo da partida e o substituto, Alencar, foi quem sofreu com a grande atuação de Romário. O camisa 11 marcou três vezes. Gilberto, Euller, Léo Lima e Dedé completaram o placar. França marcou o gol de honra tricolor.

Fluminense 7 x 1 Juventude – 27 setembro de 2004

Há quase 16 anos, o Fluminense, do treinador Alexandre Gama, aplicou essa goleada no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Tiuí foi o nome da partida. Ele balançou as redes do goleiro Eduardo Martini em três ocasiões. Alessandro e Roger completaram o placar. Ambos marcaram dois gols. Lopes foi responsável pelo gol de honra da equipe do Rio Grande do Sul.

Corinthians 7 x 1 Santos – 6 de novembro de 2005

O Corinthians, do técnico Antônio Lopes, aplicou uma das maiores do clássico alvinegro, antes de sagrar-se campeão daquela edição do Campeonato Brasileiro. A partida foi no Pacaembu. O grande destaque foi Carlos Tevez. O atacante argentino foi responsável por balançar as redes três vezes. Nilmar também foi destaque, marcou em duas ocasiões. Marcelo Mattos e Rosinei fecharam a goleada. Geílson fez o único gol do Santos.

Figueirense 1 x 7 Grêmio – 24 de setembro de 2008

O Figueirense sofreu uma das maiores goleadas de sua história em casa. Em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, a equipe catarinense, que havia sido campeã estadual no mesmo ano, viu suas redes serem balançadas por sete vezes no estádio Orlando Scarpelli. Do lado do Grêmio, dois nomes se destacaram: Reinaldo e Perea. Ambos marcaram três gols. Marcel fechou o placar. Cleiton Xavier foi responsável pelo gol de honra do Figueirense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.