Daniel Teixeira|Estadão
Daniel Teixeira|Estadão

Osasco Audax teme desmanche após fim do Campeonato Paulista

Destaques da campanha já recebem sondagens de outras equipes

Ciro Campos, Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

26 de abril de 2016 | 07h00

O ex-jogador Vampeta, presidente do Osasco Audax, vive a velha angústia dos clubes menores que conseguem grandes campanhas nos torneios estaduais, como é o caso do time neste Campeonato Paulista. Por um lado, o dirigente projeta o crescimento da agremiação com a disputa da Série D no segundo semestre e a vaga na Copa do Brasil no ano que vem. Um calendário definido facilita o planejamento do elenco e a conquista de patrocinadores. 

Na outra ponta, o dirigente teme o desmanche do elenco. Atletas como Tchê Tchê, Bruno Paulo e Camacho, por exemplo, entraram na mira de vários clubes depois das semifinais do Paulistão. "Pela campanha do time, acho que muitos jogadores já até receberam propostas", reconhece Vampeta.

Nesse contexto, a permanência do treinador Fernando Diniz não está confirmada. “Ele fica até quando quiser. Foi ele que começou tudo isso, implantou sua filosofia mas é difícil. Estão de olho nele”, disse. O próprio treinador afirma que já recebeu sondagens de clubes do Campeonato Brasileiro. "Já teve sondagem, mas não vou abrir negociação. Tenho um vínculo e compromisso moral com o senhor Mario Teixeira (dono do Audax). A gente vai se entender independentemente do que acontecer. Só penso no Audax", afirmou. 

Boa parte do elenco tinha contrato válido somente até o fim da primeira fase do Estadual. Pego de surpresa pela boa campanha, o clube teve que prolongar o vínculo de todos no elenco até a última partida do campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.