Óscar Tabárez quer parar 'o termômetro inglês' Gerrard

A maior preocupação do técnico do Uruguai, Óscar Tabárez, para o jogo desta quinta-feira contra a Inglaterra, em São Paulo, é o capitão Steven Gerrard. Segundo o comandante da seleção sul-americana, o meia do Liverpool é o "termômetro inglês" e que conseguir controlá-lo será uma arma importante para o duelo decisivo pela classificação no Grupo D.

AE, Agência Estado

16 de junho de 2014 | 17h36

"A Inglaterra não muda o estilo de jogo, mas tem jogadores importantes que precisamos controlar, especialmente Gerrard", afirmou em coletiva de imprensa nesta segunda, acrescentando que a velocidade dos atacantes ingleses e o jogo aéreo são outros problemas a serem evitados.

Ainda de acordo com Tabárez, os jogadores uruguaios já assimilaram a derrota na estreia para a Costa Rica, no último sábado, em Fortaleza, e entendem que agora o foco são os jogos restantes, em especial o próximo.

"É uma verdadeira final para as ambas as seleções. As duas precisam ganhar", destacou, se referindo ao revés sofrido pela Inglaterra diante da Itália. "Temos que ir com a cabeça limpa e buscar a vitória, que é difícil, mas possível".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.