Oséas pode desfalcar ataque santista

Somente neste sábado, o técnico Celso Roth terá condições de definir o time que vai enfrentar o São Caetano domingo, em partida marcada para as 16 horas, na Vila Belmiro, pelo Torneio Rio-São Paulo. É que até a tarde desta sexta-feira, o centroavante Oséas estava em recuperação, imobilizado, em razão de uma subluxação na clavícula esquerda. Ele se machucou durante uma disputa de bola no jogo da noite de quarta-feira contra o Ji-Paraná, na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil. Oséas foi poupado dos treinos, devendo ser reavaliado na manhã deste sábado pelo médico Antonio Carlos Taira, que vai dar a palavra final sobre a sua escalação. Além da dúvida em relação ao ataque, o treinador também não definiu o esquema de jogo que deverá ser adotado neste domingo, se o 4-4-2 ou o 3-5-2, com três zagueiros. Durante a preleção de sexta-feira, Celso Roth deixou claro aos atletas santistas que o confronto com o time do ABC será muito difícil. "É uma equipe que vem jogando com a mesma formação há quase dois anos, apesar de algumas mudanças, e costuma demonstrar muita força no coletivo", afirmou. No coletivo, o treinador resolveu apostar na dupla de atacantes composta por William e o novato Douglas, deixando de fora o experiente Esquerdinha, que também não tem escalação confirmada. Artilheiro do Santos, com cinco gols no Torneio Rio-São Paulo e na Copa do Brasil, o atacante William comemorava a boa fase, destacando que não pretende desperdiçar as chances que o treinador está lhe dando. "Acho que os jogadores jovens estão ganhando maturidade e experiência com as performances apresentadas nas últimas partidas, mas tudo isso resulta de um conjunto, formado por 25 jogadores e não apenas dos garotos", ressaltou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.