Osmar enfrenta seu ex-clube

Quando o Santo André tirou o Palmeiras da Copa do Brasil, nas quartas-de-final do ano passado, o atacante Osmar foi um dos responsáveis diretos. Ainda jogando pelo time do ABC, fez dois gols, um em cada jogo, e, após ganhar o título do torneio, foi contratado pelo clube do Palestra Itália.No confronto entre Palmeiras e Santo André, nesta quarta-feira, pela Libertadores, Osmar será titular do ataque palmeirense e, em boa fase, espera ser decisivo em sua primeira partida contra o ex-clube."No ano passado, era uma briga difícil e conseguimos a vitória. Agora, pelo Palmeiras, quero vencer de novo", disse o atacante de 24 anos, que fez cinco gols nas últimas seis partidas do Palmeiras. "Aqueles jogos e o título foram o ponto forte para eu estar aqui hoje. O Santo André foi muito importante para eu chegar num time grande e tenho muitos amigos lá, mas hoje é daqui que eu tiro o sustento da minha família."Questionado se dará as piruetas costumeiras se fizer gol, Osmar revelou que, com ele, não tem essa de evitar comemoração contra o ex-clube. "Eles me conhecem e sabem que eu não vou cuspir no prato que comi. Se fizer gol, vou comemorar normal", garantiu. "Jogamos em casa e precisamos da vitória, só não podemos sair afoitos. A gente vinha de seqüência boa, só perdemos agora para a Portuguesa."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.