Osmar, o "desligadão" do Palmeiras

Com seu jeitão simplório, o atacante Osmar é, como ele mesmo se define, ?desligadão?. Mesmo jogando profissionalmente num time de ponta do País, o artilheiro do Palmeiras no Campeonato Brasileiro (11 gols) revela não ter o costume nem de procurar saber quem será seu marcador. "Às vezes, não sei nem o nome do time com quem vamos jogar", admite.O adversário deste sábado, porém, ele sabe. "O Goiás é uma grande equipe, muito rápida. Vai dar trabalho", avisa Osmar, que terá a companhia de Pedrinho no ataque do Palmeiras para a partida em Goiânia.Mas não peça para Osmar citar o nome de mais do que três jogadores do Goiás. "Acho que nem precisa saber. Não é questão de desrespeitar o adversário. É questão de confiar no nosso taco", diz o atacante."Lembro de um treinador com quem trabalhei nas equipes de base do União São João. Ele se chama Lira. Nas preleções, nunca falava dos adversários. Dizia: ?Dar moral para o adversário pra quê?? E ele estava certo. Temos que nos preocupar é com o nosso time. Os outros a gente conhece no campo", explica Osmar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.