Ezequiel Vannoni
Ezequiel Vannoni

Osorio concede coletiva curta e não fala sobre expulsão

Técnico do São Paulo demonstra irritação após derrota para o Sport

O Estado de S. Paulo

19 de julho de 2015 | 20h06

Pela segunda vez no ano o técnico do São Paulo, Juan Carlos Osorio, teve que explicar em sua coletiva de imprensa uma expulsão sua pelo árbitro. Ao contrário da última vez, após o clássico contra o Palmeiras, onde falou bastante sobre o assunto, deste vez o colombiano optou por uma entrevista curta e apenas três perguntas, evitando falar sobre sua rusga com o juiz e manteve cara de poucos amigos durante os pouco mais de cinco minutos em que falou.

"Acho que o começo de jogo foi favorável para nós. Controlamos a partida até os 30 minutos. Depois eles fizeram o gol e ainda tivemos uma grande oportunidade com Alexandre Pato", disse resumindo a partida. 

Segundo Osorio, o problema das expulsões de Paulo Henrique Ganso e Luis Fabiano teriam sido o emocional. "Possivelmente o problema é porque há muita emoção. É algo que temos que melhorar, o controle emocional", afirmou. "Não conversei com os jogadores. Acho que isso é uma decisão da diretoria, não minha. Não tenho falado com ninguém e não posso opinar sobre expulsões", falou antes de encerrar a curta coletiva.   

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolSão Paulo FCBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.