Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Osorio defende meia Ganso de vaias da torcida do São Paulo

Técnico lamenta críticas ao jogador e elogia talento do camisa 10

O Estado de S. Paulo

14 de julho de 2015 | 09h00

O técnico do São Paulo, Juan Carlos Osorio, defendeu nesta segunda-feira o meia Ganso, que no fim de semana foi vaiado pela torcida e demonstrou irritação ao ser substituído contra o Coritiba. Para o colombiano, o jogador tem um comportamento diferenciado e que às vezes é incompreendido pelos seguidores do time.

"Ganso dá a sensação de ser displicente para a torcida, mas não é isso. Ele sente a bola de uma maneira diferente", disse o técnico em entrevista para o canal Fox Sports. Na vitória por 3 a 1 contra o Coritiba, no Morumbi, pelo Brasileirão, o jogador se recusou a cumprimentar o técnico ao sair de campo e ainda chutou um copo d'água antes de se sentar no banco de reservas.

Osorio disse que a conduta da torcida foi errada ao critiar a atuação do meia. "Há um erro no futebol, especialmente na América do Sul, que é a torcida vaiar e o jogador reclamar de substituição. Michael Jordan foi substituído várias vezes e nunca reclamou", comentou. Antes de Ganso, Michel Bastos e Centurión haviam contestado decisões do técnico.

O colombiano chegou no começo de junho ao São Paulo e disse sonhar com uma crescente adaptação ao clube. "Espero que em pouco tempo meus atletas reconheçam que sou confiável e não tomo atitude para que a torcida critique", afirmou. O técnico revelou que aguarda ainda o desfecho da possível contratação efetiva do zagueiro Dória. "A permanência dele continua sendo nossa prioridade. É o tipo de zagueiro que necessitamos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.