Érico Leonan/Divulgação
Érico Leonan/Divulgação

Osorio revela busca por reforços para o São Paulo na Série B

Técnico conta que equipe monitora possíveis contratações

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

24 de julho de 2015 | 13h29

O técnico do São Paulo, Juan Carlos Osorio, contou nesta sexta-feira que o clube continua à procura de reforços e mudou o foco dessa busca. Depois de trazer o atacante Wilder Guisao do futebol mexicano, o alvo do treinador colombiano e da comissão técnica será analisar possíveis contratações de jogadores que hoje defendem equipes da Série B, já que a janela para a chegada de jogadores que estão em outro país se fechou na última terça-feira.

"Estamos analisando a segunda divisão do Brasil, vendo muitos jogos do campeonato. Deve ter boas possibilidades para nós e é isso o que estamos fazendo", disse Osorio. O trabalho de olheiro cabe principalmente ao coordenador técnico Milton Cruz e ao auxiliar Luis Pompilio Paes. A parte financeira será fundamental para escolher quem são os alvos. "Não há chance de trazer um jogador com muito nome", comentou.

O treinador contou que antes de optarem pelo empréstimo de Wilder, que veio do Toluca, a comissão técnica analisou quatro jogadores. O atacante trabalhou com Osorio no Atlético Nacional e também favoreceu para a vinda a abertura do clube mexicano em negociar com o São Paulo. O reforço já trabalha no CT da Barra Funda, mas ainda não foi apresentado.

Osorio também revelou ter participado nesta semana da proposta do Cruz Azul por Luis Fabiano. O técnico chegou a conversar com o clube mexicano antes de acertar com o time do Morumbi e, por ter essa boa relação, telefonou para dirigentes para saber se havia a possibilidade de perder o camisa 9. "Eu falei com eles e perguntei se queriam o jogador. O meu desejo é ter um jogador feliz, seja aqui ou lá. Queria saber em primeira mão se tinha negociação ou não", explicou.

O São Paulo também recusou nesta semana uma proposta do Olympiakos, da Grécia, pelo zagueiro Rafael Toloi, algo que Osorio comemorou. O técnico considera o defensor peça fundamental no elenco, assim como Lucão. A dupla deve ser mantida no domingo para enfrentar o Cruzeiro, no Morumbi, pelo Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.