Divulgação
Divulgação

Osorio revela conversa com Boschilia e exalta oportunidade de venda

Para técnico do São Paulo, ida ao Mônaco pode ser uma boa opção

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

01 Agosto 2015 | 07h00

A possibilidade de perder mais um jogador no elenco não fez o técnico Juan Carlos Osorio, do São Paulo, lamentar desta vez. O colombiano disse nesta sexta-feira que a chance de saída do meia Boschilia para o Mônaco pode ser opção boa tanto para a diretoria, como o jogador de 19 anos revelado nas categorias de base do clube.

"Acho que é uma grande oportunidade para todos. Para ele e sua família, para nós, para o time e também para o futebol brasileiro, por vender um jogador jovem", comentou o treinador. Boschilia tem passagens pelas seleções brasileiras de base e em 2015 foi vice-campeão mundial sub-20, além de ter participado do Mundial sub-17, dois anos antes.

O vice-presidente de futebol do clube, Ataíde Gil Guerreiro, disse na quinta-feira que a negociação está apenas no começo e lembrou que a janela de transferências na Europa vai até o dia 30 de agosto. O São Paulo tem 50% dos direitos econômicos de Boschilia. O restante pertence a empresários.

O meia é o substituto imediato de Ganso e há três meses começou a ser procurado pelo Mônaco, da França. "Pode ser uma chance importante. Todos querem jogar na Europa. Ele é jovem e disse para Gabriel (Boschilia): 'faça o que seu coração diz'", contou Osorio, que no último domingo, contra o Cruzeiro, escalou o camisa 8 como titular.

Desde que chegou ao São Paulo, no começo de junho, Osorio já perdeu no elenco seis jogadores: Souza (Fenerbahçe), Denilson (Al Wahda), Paulo Miranda (Red Bull Salzburg), Jonathan Cafu (Ludogorets), Ewandro (Atlético-PR) e Dória (fim do contrato de empréstimo). Nas últimas semanas a diretoria trouxe o zagueiro Luiz Eduardo, ex-São Caetano, e Wilder Guisao, emprestado pelo Toluca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.