Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Osorio se contradiz e nega à diretoria ter falado com mexicanos

Técnico do São Paulo tem sondagem da seleção do país

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

29 de setembro de 2015 | 07h00

O técnico Juan Carlos Osorio não comunicou para a diretoria do São Paulo sobre conversas para assumir o comando da seleção mexicana. Apesar de na sexta-feira o colombiano ter admitido sondagem de dirigentes do país da América Central, à cúpula do clube ele negou ter recebido propostas.

"Todas as vezes que ele conversou comigo, falou que não tem nada e, no dia que tiver, eu serei o primeiro a saber. Então, eu acredito nisso", disse ao Estado nesta segunda-feira o vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro. "Se o cara olha nos meus olhos e fala que não tem nada e me avisa que serei o primeiro a saber, tenho de confiar", acrescentou.

O dirigente viajou à Colômbia em maio para contratar Osorio e disse acreditar na permanência do treinador, que está no cargo desde o começo de junho. Ataíde afirmou que o declaração do técnico sobre a falta de confiança na diretoria foi um mal-entendido já superado.

O capitão do time, Rogério Ceni, também acha improvável que o técnico deixe a equipe agora, durante duas competições. "Não acredito que ele vá antes de dezembro. Eu não falei com ele, mas eu não acredito em uma saída em meio ao trabalho".

Ao ver a situação doe Osorio, que tem sondagem da seleção mexicano e reclamou de decisões da diretoria, o capitão descarta virar técnico do São Paulo no futuro. A instabilidade do futebol brasileiro o incomoda. "Tenho a identificação com o clube, que é algo para se manter intacto. Talvez seja melhor repensar o futuro com relação a ser técnico, para não correr o risco de que a minha história aqui dentro seja apagada".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.