JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Oswaldo aceita vaias e diz que torcida verá evolução do Palmeiras

Segundo o técnico, torcida o escolheu como culpado pelo empate

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

28 de maio de 2015 | 08h17

O alvo preferido da torcida do Palmeiras após o empate sem gols com o ASA, na noite de quarta-feira, no Allianz Parque, foi o técnico Oswaldo de Oliveira. O treinador recebeu vaias da maior parte dos torcedores presentes na arena e disse entender as reclamações dos palmeirenses.

"A torcida do Palmeiras é muito paciente. Aguardando até o final e escolheu o treinador. Essa torcida, do jeito que está se comportando, vai reconhecer no dia que a gente merecer. Ela escolheu, tudo bem. Assumo a responsabilidade. Se tinha que ser alguém, eu tinha que ser o escolhido mesmo. Mesmo com a derrota de domingo, sinto que a torcida tem confiança no nosso trabalho", comentou o treinador.

Esbanjando otimismo, o treinador deixou claro que acredita que conseguirá em breve reconstruir a confiança da torcida. "Não tenho a menor dúvida. Já conseguimos reverter situações bem piores que essa. Uma coisa não podemos discutir. Os jogos que não vencemos, sempre tivemos o domínio do jogo e evitamos que o adversário chegasse ao nosso gol. Criamos oportunidades, mas não estamos conseguindo ter confiança e talento para conseguir o resultado", completou.

O maior problema da equipe, na visão do treinador, é a falta de criatividade na finalização. "Faltou talento e criatividade na hora de finalizar. Os números do jogo são semelhantes ao que aconteceu no domingo passado. Temos que ser criativos e agressivos para fazer o gol. Da minha parte, tenho contribuído no treinamento para que isso aconteça", finalizou.

O elenco do Palmeiras volta aos treinamentos na tarde desta quinta-feira e já inicia as atividades visando a partida contra o Corinthians, domingo, no Itaquerão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasOswaldo de Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.