Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Oswaldo admite que expulsão e gol no início fizeram a diferença

'Em condições normais, seria mais difícil', diz técnico do Palmeiras

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

26 Março 2015 | 08h33

Oswaldo de Oliveira adotou um discurso político após a vitória por 3 a 0 do Palmeiras sobre o São Paulo no Allianz Parque, nesta quarta-feira, pelo Campeonato Paulista. Apesar do domínio total de sua equipe em casa, o treinador fez uma análise fria do confronto e disse acreditar que a expulsão do zagueiro Rafael Toloi e o gol logo aos três minutos de bola rolando, de Robinho, fizeram a diferença.

"Foram dois detalhes que nos favoreceram. O gol e a expulsão. Claro que os dois fatores nos ajudaram. Ficamos em vantagem no placar e numericamente e isso facilitou muito. Em condições normais, poderíamos ter vencido da mesma forma, mas seria mais difícil", disse o treinador palmeirense.

Apesar da análise, Oswaldo de Oliveira deixou o estádio satisfeito pela evolução tática que viu na equipe. "Conseguimos jogar e nós temos de insistir para que isso aconteça repetidamente. Temos uma equipe capaz para fazer isso e vamos trabalhar em cima disso. A gente teve 15 minutos contra o Santos em que fizemos tudo que tínhamos para fazer e não conseguimos manter o ritmo, perdendo o jogo. Contra o São Paulo, tivemos intensidade o tempo todo."

O treinador disse, antes do jogo, que o resultado da partida não faria muita diferença e que por isso não se podia criar um clima de decisão. Após a vitória, admitiu que o resultado pode ser benéfico nas próximas fases. "Para tabela muda muito, porque ultrapassamos o São Paulo na classificação geral. Se mantivermos isso, vamos ter vantagem de jogar em casa e isso é muito importante. Eu continuo considerando um jogo normal. Não foi um jogo decisivo. Foi um jogo com eventualidades", comentou.

A missão do treinador é aproveitar a boa vitória nesta quarta-feira para fazer o time embalar de vez na temporada. "O gol do Robinho foi espetacular e deu muito moral para o nosso time prosseguir na partida. O time ficou motivado e agora temos de aproveitar essa situação para manter o ritmo."

Com a vitória por 3 a 0, o Palmeiras chegou aos 27 pontos e tem boas chances de acabar entre os três primeiros na classificação geral do Paulistão, o que o levará a jogar as quartas de final em casa. O elenco palmeirense se reapresenta nesta quinta-feira à tarde, na Academia de Futebol, e volta a campo domingo, para encarar o Red Bull Brasil, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 13ª rodada do Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.