Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Oswaldo admite que Santos foi mal no ataque contra o Atlético-MG

Técnico, porém, acredita que equipe perdeu o jogo por causa de detalhes

Agência Estado

19 de maio de 2014 | 11h09

CUIABÁ - Depois de ver o Santos cair por 2 a 1 diante do Atlético Mineiro, na noite do último domingo, na Arena Pantanal, em Cuiabá, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Oswaldo de Oliveira admitiu que a sua equipe precisava ter aproveitado melhor as suas chances ofensivas diante de um rival que acabou vencendo de virada, com dois gols do ex-santista André.

"Foram detalhes (que provocaram a derrota), jogadas de contra-ataque. Tivemos duas chances, até melhores que as deles, mas eles fizeram (gols) e nós não", resumiu o comandante, que enumerou outros fatores que serviram para complicar a missão da equipe do Santos diante do Atlético.

"Tivemos os jogos da Copa do Brasil, viagem, desfalques. As saídas de Cicinho, Alison e Jubal foram sentidas. Os que entraram voltavam de contusão. Acabou sendo um peso grande", reconheceu Oswaldo, admitindo também que as falhas apresentadas pelo setor esquerdo da zaga do Santos foram "importantes, mas não preponderantes" para a derrota para os atleticanos. "Perdemos porque não aproveitamos as chances (ofensivas), que foram ótimas", enfatizou.

Após ser superado na Arena Pantanal, o Santos voltará a campo nesta quinta-feira, quando enfrentará o Goiás, no Serra Dourada, em Goiânia, pela sexta rodada do Brasileirão, no qual a equipe ocupa hoje a 12ª posição, com seis pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.