Oswaldo afasta Roger dos pênaltis

Custou caro ao meia Roger perder outro pênalti, no último jogo do Fluminense, com o Palmeiras. Nesta terça-feira, o técnico Oswaldo de Oliveira decidiu afastá-lo das cobranças por tempo indeterminado. Agora, o batedor de pênaltis da equipe será o lateral-esquerdo Paulo César. Em sua ausência, caberá ao meia Marcão efetuar as cobranças. Roger desperdiçou três pênaltis em jogos decisivos, apesar de ter tido boas atuações. Nas três partidas, o Fluminense perdeu por um gol de diferença - 3 a 2 para o Palmeiras e 4 a 3 para o São Paulo, ambos pelo Torneio Rio-São Paulo, e 2 a 1 para o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil. A torcida do Fluminense perdeu a paciência com o meia e apoiou a medida. O jogador tentou demonstrar tranqüilidade e disfarçar o mal-estar. Afirmou que a opção de Oliveira não vai prejudicar seu futuro no Fluminense. "Outros jogadores já passaram pela mesma situação e deram a volta por cima. Vou dar um tempo, mas nunca desistirei de bater pênaltis."

Agencia Estado,

05 Março 2002 | 19h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.