Oswaldo cansou de agüentar tudo calado

A explosão de Oswaldo de Oliveira, com direito até a xingar a mãe de um torcedor domingo no Pacembu, mostra que sua paciência acabou. O treinador do Corinthians está sobrecarregado, administrando situações criadas pela diretoria e que prejudicam diariamente o seu trabalho. "Explodi porque cansei de ouvir bobagens", explicou.Ele tem trabalhado sem reclamar das promessas não cumpridas da chegada de reforços. Desde o fracasso no Campeonato Paulista, Oswaldo havia dado uma lista de jogadores que gostaria de ter para o Brasileiro. Kléber, Reinaldo, Tcheco e Ricardinho são sonhos desde fevereiro. Deivid foi indevidamente oferecido, já que o atleta não quer deixar a França.Nenhum dos medalhões chegou. Reinaldo deseja continuar no Paris Saint-Germain. Tcheco encontra firme resistência do clube árabe Al-Ittihad. Ricardinho, que se desligou do Middlesbrough, recebeu uma proposta muito boa do Atlético Paranaense - sem falar no problema da multa de US$ 1 milhão que o São Paulo exige para autorizá-lo a jogar este ano num clube brasileiro. E o vice-presidente Roque Citadini decidiu autorizar empresários a negociar Kléber com qualquer clube interessado. Ele só retornará ao Parque São Jorge em último caso. A ordem é fazer dinheiro com o lateral, que será devolvido pelo Hannover.Oswaldo de Oliveira começa a enfrentar a realidade. "Não vou ficar de braços cruzados esperando jogador. Se vier, ótimo. Se não vier, ótimo também", admitiu o treinador. Embora o Corinthians já tenha dispensado Régis Pitbull, Julinho e Careca, existe um grupo de cerca de 10 atletas que não o interessa e continua no Parque São Jorge. Fazem parte dele Juliano, Pingo, Adrianinho e Samir. O problema: não aparecem interessados e eles têm contrato. Oswaldo agüenta tudo calado. Ou quase, como percebeu o torcedor que o provocou contra o Paysandu.

Agencia Estado,

26 de abril de 2004 | 18h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.