Gilvan de Souza/ Divulgação
Gilvan de Souza/ Divulgação

Oswaldo celebra vitória na estreia e vê Flamengo 'em evolução'

'Tem que entrosar para ter desempenho mais coeso', projeta técnico

Estadão Conteúdo

24 Agosto 2015 | 09h33

O técnico Oswaldo de Oliveira estreou com o pé direito no Flamengo. Na tarde do último domingo, viu sua equipe jogar bem e vencer o São Paulo por 2 a 1, de virada, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O treinador celebrou o resultado, mas minimizou o impacto de sua chegada ao tratar a evolução de seus comandados como natural.

"O time do Flamengo é uma equipe em evolução, já vinha melhorando bastante taticamente com o Cristóvão e temos que dar continuidade. Uma equipe em formação, que recebeu vários jogadores. E isso sempre se torna algo que você tem que melhorar, tem que entrosar melhor os jogadores para que haja um desempenho mais coeso, mais firme. Porque à medida que você vence esses jogos, os jogadores vão ficando mais confiantes naquilo que vamos falando. Acredito que demos espaço para melhorar, mas acho que a resposta de hoje foi muito boa", declarou após o apito final.

Foi o primeiro jogo de Oswaldo neste retorno ao Flamengo, substituindo Cristóvão Borges. Apesar do susto inicial, com o gol de Luiz Eduardo, o time carioca teve paciência e virou com Ederson e Guerrero. Em ambos os lances, aproveitando falhas gritantes da defesa tricolor.

"A gente percebeu. A defesa do São Paulo joga com a linha bem alta e nós tivemos algumas bolas. Uma dessas, acho que vocês vão lembrar, que o Márcio Araújo dominou e precipitou o passe para o Guerrero. Em que pese que tenham a segunda linha alta, nós estávamos conseguindo ganhar a bola e trabalhar com ela, dando sequência. Inclusive, não tinha pensado no Guerrero, mas no Everton e no Ederson pelos lados. Mas acabou sendo o Guerrero, com três chances consecutivas acabou fazendo no terceiro", comentou.

O novo técnico ainda prometeu a busca por uma equipe ofensiva. "Independente do treinador, essa é uma busca que todos os times fazem. O Flamengo vem buscando isso também. A marca do Flamengo é a marca de um time aguerrido, que busca o ataque, que vai para cima dos adversários construindo as vitórias por ter essa marca e atraindo jogadores que completem um time assim. Vamos continuar insistindo no que já vinha sendo feito."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.