Oswaldo de Oliveira admite preocupação com jogadas aéreas

Treinador dedica o treinamento para cruzamentos defensivos e ofensivos a fim de corrigir a principal falha do time dos últimos jogos

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

13 de agosto de 2014 | 19h25

No treino do Santos na tarde desta quarta-feira, no CT Rei Pelé, o técnico Oswaldo de Oliveira repetiu o ensaio de jogadas de bolas altas defensivas e ofensivas, em mais uma tentativa de corrigir a principal falha do time, que sofreu três gols em bolas levantadas na área nos últimos quatro jogos.

"Já tentei todos os recursos (para corrigir esse defeito). Usei audiovisual, mostrando repetidamente os lances, conversei com os jogadores e, logicamente, realizamos muitos treinos. Espero que dê resultado", disse Oswaldo de Oliveira, ao comentar sobre o trabalho que tem feito.

O treinador tem esperança de que o problema seja superado com o retorno do zagueiro Edu Dracena, que foi convocado pela primeira vez para a concentração após passar por cirurgia no joelho esquerdo ainda em janeiro. O capitão santista vai ficar no banco de reservas no jogo desta quinta-feira, diante do Londrina, pela Copa do Brasil, com a possibilidade de entrar em campo no segundo tempo. E, se for bem, pode até ser escalado como titular no domingo, contra o Cruzeiro, pelo Brasileirão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCOswaldo de Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.