Oswaldo de Oliveira assume o Santos

Depois de tentar a contratação de Carlos Bianchi e de Tite e outros treinadores para substituir Vanderlei Luxemburgo, o Santos fechou nesta sexta-feira contrato de um ano com Oswaldo de Oliveira, que será apresentado segunda-feira às 16 horas. O técnico chegou por volta das 10 horas ao CT Rei Pelé num helicóptero e ficou reunido com a diretoria santista até as 14h45, quando deixou o local sem conceder entrevistas.O presidente Marcelo Teixeira saiu logo depois e comentou: ?Oswaldo de Oliveira é um técnico de ponta e que vai ajudar o Santos a conquistar a Libertadores da América, que é o nosso objetivo principal?. Ele disse que havia alguns detalhes a acertar e preferiu não confirmar oficialmente a contratação. Teixeira só faz o anúncio quando o contrato está assinado e, até segunda-feira, o acordo será passado para o papel e pelos advogados das partes.A diretoria tinha pressa em contratar o substituto de Vanderlei Luxemburgo porque muitos contratos venceram nesta sexta-feira e o novo técnico deverá opinar sobre a permanência ou não de alguns atletas. Marcelo Teixeira esperou até a noite de quinta-feira a resposta de Tite, que acabou acertando mesmo com o Corinthians e obrigou os santistas a correr atrás de outro nome.Tite foi a segunda recusa daquele dia, já que Carlos Bianchi tinha dado ?não? ao assessor Ramos Delgado, que conversou com ele na Argentina. Bianchi está com uma filha doente e não quer se afastar dela, razão que tem levado a recusar sistematicamente todos os convites que recebe. Ao mesmo tempo, as bases com Tite já haviam sido acertadas, mas o treinador disse que precisava conversar primeiro com a diretoria corintiana. Conversou e ficou. Antes, os dirigentes haviam contatado também Muricy Ramalho e Nelsinho Baptista.Oswaldo - O nome de Oswaldo de Oliveira foi sugerido ao presidente Marcelo Teixeira por Ricardinho, o capitão do time. Ele estava representando o grupo de jogadores que via na indicação de Oswaldo a possibilidade de melhorar o relacionamento da comissão técnica com o grupo, fator importante para a conquista da Libertadores e de outros campeonatos.Mesmo com a recusa de Tite e Bianchi, os santistas mantinham ainda a esperança de contar com Leão ou Zetti. Quando o sonho acabou, os dirigentes passaram a conversar com Oswaldo de Oliveira, que estava disponível no mercado. Nesta sexta-feira pela manhã foi iniciada a reunião que durou quase cinco horas e definiu os principais pontos do contrato e também os da campanha de 2005, com ênfase na Libertadores da América e, em segundo plano, o campeonato Paulista.Oswaldo de Oliveira na verdade está retornando à Vila Belmiro. Ele era o auxiliar-técnico de Vanderlei Luxemburgo em sua primeira passagem pelo Santos, em 1997. Quando o treinador foi para o Parque São Jorge no meio de seu contrato, Oswaldo foi junto e acabou ficando com a vaga do chefe, tendo levado o Corinthians aos títulos de campeão Brasileiro de 99 e do Mundial da Fifa, que era um teste.Em 2002, ele foi procurado pelos dirigentes, fez uma proposta considerada alta e o Santos acabou contratando Emerson Leão, que montou o novo time de Meninos da Vila e levou o clube a ser campeão brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.