Oswaldo de Oliveira cobra 'fim de campeonato digno' no Flamengo

Sem empolgar a torcida e pressionado pela diretoria, Oswaldo de Oliveira cobrou o elenco do Flamengo neste sábado, ao fim do último treino antes da partida contra a Ponte Preta, no domingo. O treinador pediu um "final de campeonato digno" ao time, que tem mais três partidas neste Brasileirão.

Estadão Conteúdo

21 de novembro de 2015 | 12h16

"São três jogos que o Flamengo tem que encarar com muita seriedade. Nós precisamos pontuar, fazer pelo menos um final de campeonato digno, que corresponda ao anseio da torcida e é claro que pensando já na próxima temporada o que o grupo pode levar daqui", declarou Oswaldo de Oliveira.

Apesar de falar sobre o futuro, o técnico tem poucas chances de seguir no comando do time em 2016. Insatisfeito com o trabalho de Oswaldo, a diretoria já cogita opções. Muricy Ramalho e Abel Braga seriam as opções para a próxima temporada.

Oswaldo perdeu terreno junto aos dirigentes e à torcida com a sequência irregular da equipe nas últimas rodadas. As oscilações contrastam com o bom momento do time em agosto e setembro, quando o Flamengo chegou a entrar no G4. A torcida se empolgou e passou a sonhar com a vaga na Copa Libertadores. Mas, desde então, o time só tem caído de rendimento.

Para evitar novos tropeços e deixar uma imagem positiva, Oswaldo quer vencer os últimos três jogos, a começar pela Ponte Preta. "É um time que tem mostrado muita capacidade. Eu acompanhei no Campeonato Paulista, um time muito bom, com bons jogadores, se renovam muito bem. Faz sempre boas campanhas e é um time muito difícil de ser batido", avaliou.

Válida pela 36ª rodada, a partida deste domingo será disputada às 18 horas, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoOswaldo de Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.