Oswaldo de Oliveira diz que vitória é prova da evolução do Santos

Clube da Vila Belmiro enfrenta a Ponte Preta nas quartas do Paulistão

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

23 de março de 2014 | 20h02

SANTOS - Oswaldo de Oliveira disse que o Santos, com meio time de reservas, deu uma demonstração de evolução e crescimento no momento certo ao derrotar o Palmeiras por 2 a 1, neste domingo à tarde, na Vila Belmiro. O treinador considerou o resultado "excelente". "Os meninos se aplicaram muito e agora vamos nos concentrar na Ponte Preta para que possamos vencer na quarta-feira e prosseguir na luta pelo título. Espero que se torne realidade o favoritismo que vai acontecer", afirmou.

Para o jogo contra a Ponte pelas quartas de final, o único jogador que está fora é Rildo, por pertencer ao clube campineiro e ter sido cedido por empréstimo ao Santos. Se quiser escalar o atacante, os santistas terão de pagar R$ 500 mil à Ponte. Perguntado se pediria o pagamento da multa para poder escalar Rildo, Oswaldo confirmou que o atacante está fora mesmo. "Se ele fosse jogar teria sido substituído hoje (domingo)", admitiu.

Para Aranha, um dos destaques do time na vitória deste domingo, com duas defesas importantes em finalizações de Bruno César e Alan Kardec, o Santos tem todas as condições de confirmar o favoritismo na quarta-feira. "Temos que manter a pegada contra a Ponte. Esperamos um jogo difícil, mas nosso time tem condições de vencer".

Neto, que marcou o seu primeiro gol em 24 jogos pelo Santos, disse que não houve irregularidade no lance. "Falaram que fiz falta, me apoiando num adversário para subir mais alto, mas, se eu fiz falta, Kardec também fez (no gol do Palmeiras)".

Artilheiro isolado do time com sete gols, com um a mais que Cícero, Gabriel e Geuvânio, Thiago Ribeiro dividiu com Geuvânio os méritos pelo o marcado no clássico deste domingo. "Como estávamos com dois atacantes abertos pelos lados do campo, sobrou um buraco no meio por onde eu avancei. Além disso, a metida de bola foi perfeita. Ganhei na corrida e acertei o chute cruzado, na corrida", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.