Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Oswaldo de Oliveira é absolvido em julgamento no TJD

Técnico do Santos corria o risco de ser condenado a até seis jogos de suspensão

Sanches Filho, Agência Estado

10 de fevereiro de 2014 | 20h21

SANTOS - Oswaldo de Oliveira foi absolvido por unanimidade pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) no julgamento desta segunda-feira à noite. O treinador santista corria o risco de ser condenado de um a seis jogos de suspensão em razão de ter sido expulso no jogo Santos 5 x 1 Botafogo, dia 31 de janeiro, na Vila Belmiro. Ele estava enquadrado no Artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva ("assumir atitude contrária à disciplina e à ética desportiva").

A expulsão foi motivada pelas reclamações de Oswaldo contra suposta sequência de faltas violentas do Botafogo. Após o jogo, o treinador se defendeu, alegando que não disse nenhum palavrão e que a atitude do quarto árbitro, Daniel Destro do Carmo, tinha sido exagerada.

Tido como técnico calmo demais, Oswaldo já havia demonstrado irritação em duas outras oportunidades desde a sua chegada ao Santos. No jogo contra o Osasco Audax, ele mandou uma ''banana'' para um grupo de torcedores que o vaiava e contra o Ituano ele fez um gesto obsceno para a torcida adversária.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCPaulistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.