Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Oswaldo de Oliveira é demitido do Fluminense depois de briga com o meia Ganso

Treinador deixa o clube com sete jogos disputados e é o quarto técnico a perder o emprego em menos de 24 horas

Redação, O Estado de S. Paulo

27 de setembro de 2019 | 12h17

Mais um treinador de time brasileiro perdeu o emprego após a 21ª rodada do Brasileirão. O Fluminense decidiu nesta sexta-feira encerrar a passagem do técnico Oswaldo Oliveira após sete jogos e 38 dias no cargo. O ponto final do trabalho foi o empate por 1 a 1 com o Santos, no Maracanã, na noite de quinta, em partida marcada por uma forte discussão entre o treinador e meia Ganso. O auxiliar técnico Marcão comandará a equipe na partida contra o Grêmio, domingo, no Maracanã, ao lado do Coordenador Técnico do Sub-20 Ailton Ferraz, informou o clube em nota.

Ao sair de campo depois de ser substituído no segundo tempo, Ganso demonstrou irritação e chamou o técnico de "burro". Oswaldo rebateu e xingou o jogador de "vagabundo". Os dois continuarem a discutir e foram separados por outros membros da comissão técnica. Ao fim da partida, o treinador e o camisa 10 minimizaram a desavença e justificaram que o atrito foi fruto do clima quente da partida.

Antes de Oswaldo, desde quinta-feira outros três treinadores deixaram o cargo de times da elite do Brasileirão. Cuca puxou a fila, ao deixar o São Paulo. O Cruzeiro demitiu Rogério Ceni no fim da tarde desta quinta-feira. Já nesta sexta, foi a vez do Fortaleza anunciar o desligamento de Zé Ricardo, que não se manteve no comando do time após perder por 4 a 1 para o Athletico-PR, em Curitiba.

Oswaldo deixa o Fluminense com o time na 16º posição, apenas uma acima da zona de rebaixamento. A equipe carioca só não aparece nas quatro últimas posições por estar à frente do Cruzeiro no critério de desempate do número de vitórias. No próximo domingo, o clube tricolor tem como compromisso o Grêmio, no Maracanã.

O agora ex-treinador do Fluminense conquistou duas vitórias em sete jogos no comando do time. Oswaldo chegou ao clube em agosto para substituir Fernando Diniz, que nesta quinta-feira fechou contrato com o São Paulo. A demissão colocou fim na terceira passagem de Oswaldo pelo tricolor carioca, onde já havia trabalhado entre 2001 e 2002 e depois também em 2006.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.