Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Oswaldo de Oliveira fala em poupar um atacante no Santos na semifinal

Rildo pode ser a novidade da equipe no lugar de Leandro Damião ou de Thiago Ribeiro

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

29 de março de 2014 | 05h01

SANTOS - Rildo no lugar de Leandro Damião ou de Thiago Ribeiro pode ser a novidade do Santos para enfrentar o Penapolense, neste domingo. Oswaldo de Oliveira disse na sexta-feira que os dois atacantes titulares estão entre os jogadores que acusaram o nível mais alto de desgaste nos exames realizados quinta-feira, e um deles poderá ficar no banco.

"Tenho gostado muito do futebol do Rildo, que não jogou na quarta-feira porque tem vínculo com a Ponte Preta. E também tenho gostado dos quatro jogadores de frente que vêm atuando", afirmou o treinador, que prefere manter a dúvida até a hora de o time entrar em campo.

Com Rildo, o time fica com dois atacantes velozes pelos lados e que entram na diagonal para finalizar. Oswaldo pode simplesmente substituir Thiago Ribeiro, que é mais técnico e volta para ajudar o meio de campo, mantendo Geuvânio na direita, Leandro Damião, fixo no meio e Rildo na esquerda.

Outra opção é tirar Damião que, por ser um atacante mais lento e atua como referência, facilita a marcação de adversários que se fecham na defesa para tentar a sorte num contra-ataque, expediente que deve ser utilizado pelo Penapolense no domingo. Nas demais posições, o treinador santista não vai mexer no time.

Oswaldo não considera melhor nem pior enfrentar nas semifinais o Penapolense, único time que derrotou o Santos na fase de classificação (4 a 1, em Penápolis, na oitava rodada). "O Penapolense jogou muito bem na quarta-feira e teve chances de decidir antes dos pênaltis. Isso contra um timaço que é o São Paulo. É claro que camisa, tradição e clássico têm outro peso, é inegável, mas vendo quem o time ultrapassou, vamos encarar com muita responsabilidade", disse o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.