Oswaldo de Oliveira nega favoritismo contra Penapolense no Paulistão

Santos é dono da melhor campanha do Paulistão e está embalado por seguidas goleadas

Agência Estado

27 de março de 2014 | 08h44

SANTOS - Depois da surpreendente eliminação do São Paulo, em disputa nos pênaltis no Morumbi, o Penapolense será o adversário do Santos, que também se classificou na noite de quarta-feira para as semifinais do Paulistão, ao golear a Ponte Preta. Para o técnico Oswaldo de Oliveira, não existe favoritismo santista neste confronto com o time de Penápolis.

Dono da melhor campanha do Paulistão e embalado por seguidas goleadas, o Santos terá a vantagem de jogar na Vila Belmiro. Mas o Penapolense foi o responsável pela única derrota santista no campeonato, quando fez 4 a 1 no dia 16 de fevereiro, em Penápolis, pela oitava rodada. Por isso, Oswaldo de Oliveira prega respeito e promete ter cuidado.

"Tenho que respeitar o Penapolense por questões óbvias. Não existe favoritismo neste torneio, estamos carecas de saber. Quem vier, precisamos respeitar", avisou Oswaldo de Oliveira, lembrando também que o próximo adversário já foi capaz de eliminar o São Paulo em pleno Morumbi, após empate sem gols no tempo normal e vitória por 5 a 4 nos pênaltis.

Apesar disso, o treinador santista projeta evolução da sua equipe. "A dedicação dos meninos me deixa muito otimista. A cada jogo eles têm progredido, se aplicado e tenho certeza que vamos melhorar muito mais", afirmou Oswaldo de Oliveira, sem esquecer de fazer um alerta de que o próximo jogo "vai ser ainda mais difícil" para o Santos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCOswaldo de Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.