Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Sem clube, Oswaldo de Oliveira prepara lançamento de curso online para treinadores

Plataforma virtual terá palestras e conteúdo voltado a quem procura pelas primeiras informações sobre a profissão

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

21 de julho de 2020 | 05h00

A quarentena do técnico Oswaldo de Oliveira tem sido cercada de câmeras, roteiros e edições. Em casa no Rio de Janeiro durante a quarentena do novo coronavírus, o treinador campeão brasileiro e mundial pelo Corinthians tem cuidado dos detalhes finais de um novo projeto em sua carreira, a de youtuber. A partir do próximo mês ele quer lançar um curso online de técnicos em uma plataforma digital. Ele está desempregado.

A ideia já era antiga, mas foi acelerada com a calmaria na agenda dos últimos meses do treinador. "Eu tinha esse plano antigo de fazer um curso de futebol baseado nas minhas experiência. Só que nunca dava tempo. No Brasil se cobra muito que o conhecimento não é transferido para livros nem existe uma bibliografia extensa. Então eu quis transformar esse conteúdo em aulas divididas por capítulos", contou ao Estadão.

O lançamento do curso, intitulado de Ataque, será no dia 6 de agosto. O material será publicado em uma plataforma de conteúdo pago, com a primeira aula gratuita. Restam ainda definir questões como o valor, duração de cada aula e quantidade de capítulos de todo o módulo. Para produzir as gravações, Oswaldo conta com a ajuda da mulher, que tem uma escola de teatro e orienta o marido em fundamentos sobre roteiro, iluminação e fotografia. Sua experiência com isso talvez se resuma aos tempos em que era modelo. 

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
O curso vai dar a oportunidade de falar minha experiência, de mostrar o meu trabalho para pessoas que têm vontade de seguir no futebol. Não quero ensinar nada. Só quero mostrar com os exemplos que tive
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Oswaldo de Oliveira, Técnico de futebol

"O curso vai dar a oportunidade de falar da minha experiência, de mostrar o meu trabalho para pessoas que têm vontade de seguir no futebol. Não quero ensinar nada. Só quero mostrar a profissão com os exemplos que tive", contou. O treinador pretende dividir as apostilas/aulas por temas. Um capítulo, por exemplo, será sobre métodos de treinamento. Um outro deve abordar a importância da preleção antes das partidas, grandes e menores.

O treinador tem até dedicado dias inteiros somente para gravar e analisar o roteiro dos vídeos. Outros colegas também têm lhe ajudado. Em grupos de WhatsApp, Oswaldo troca mensagens e dicas de livros e artigos científicos com Jair Ventura, Alberto Valentim e Eduardo Barroca. Na quarentena, fez contatos com colegas dos tempos de Japão e de Catar para pegar informações úteis para o conteúdo do projeto.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Quero conseguir mostrar e lembrar de jogos que tive na minha carreira de 45 anos de futebol. Pretendo explicar como o meu time chegou à vitória ou não e de que jeito conseguimos ganhar um título por causa de decisões tomadas no intervalo ou de substituições que fiz
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Oswaldo de Oliveira, Técnico de futebol

"Quero conseguir mostrar e lembrar de jogos que tive na minha carreira de 45 anos de futebol. Pretendo explicar como o meu time chegou à vitória ou não e de que jeito conseguimos ganhar um título por causa de decisões tomadas no intervalo ou de substituições que fiz durante a partida. Também vou lembrar das vezes em que as decisões não deram certo", comentou. Trata-se, portanto, de um curso de muita prática, casos reais e situações vividas pelo "professor". 

Sem clube desde a saída do Fluminense, em setembro do ano passado, Oswaldo vai completar 70 anos no fim deste ano e continua aberto a possíveis propostas de trabalho à beira do gramado. Mas ele não se cobra para que uma oportunidade apareça logo. Agora o plano dele é conseguir popularizar o projeto das aulas em vídeo e pegar gosto pelo novo trabalho. "Eu tive uma experiência como comentarista em 2001 e já dei várias entrevistas. Mas é claro que falar sozinho para uma câmera é bem diferente", explicou. Ele também não problemas em conciliar as tarefas, das aulas com o trabalho de campo quando ele aparecer.

Oswaldo trabalhou ao longo da carreira nos quatro principais clubes de São Paulo e nos quatro grandes do Rio. Passou também por Atlético-MG, Cruzeiro, Sport e Vitória. Fora do Brasil, foi tricampeão japonês pelo Kashima Antlers. Teve trabalhos de sucesso e outros nem tanto.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolOswaldo de Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.