Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Oswaldo de Oliveira tira peso de clássico e diz que decisão é quarta

Treinador deve poupar jogadores para entrar com força total nas quartas de final do Paulista

Sanches Filho, Agência Estado

20 de março de 2014 | 13h38

SANTOS - O clássico com o Palmeiras, domingo, na Vila Belmiro, vale a liderança da primeira fase do Campeonato Paulista, mas o técnico do Santos garante que não encara a partida como uma decisão. Oswaldo de Oliveira destacou que o duelo importante será com a Ponte Preta, no próximo meio de semana, pelas quartas de final do torneio estadual, pois neste jogo o seu time estará sob risco de eliminação.

"Perde muito a força decisiva porque na quarta, com um espaço pequeno para preparação e recuperação, aí sim é decisivo. Se perdermos para o Palmeiras nada muda, se perdermos para a Ponte, aí sim acabou o campeonato. Não adianta agora medir forças sabendo que não vai decidir o campeonato. A minha visão, nesse momento, é essa", disse.

Com esse pensamento, Oswaldo inclusive deve poupar alguns titulares no clássico com o Palmeiras, como Cicinho, Jubal e Cícero, pelo que indicou no treinamento desta quinta-feira no CT Rei Pelé. E o treinador santista indicou que o condicionamento físico dos jogadores será decisivo para definir a escalação santista. "A questão física é preponderante", disse.

"É claro que para domingo todos vão estar prontos, mas em que porcentual para quarta, não sabemos como. Aí é um encadeamento mais forte, tenho que me preocupar com cinco ou seis jogadores que vem desde o início e que vem de desgaste acima do normal", acrescentou Oswaldo.

Apesar disso, o treinador santista vai realizar o treinamento desta sexta-feira do Santos na Vila Belmiro no horário do clássico de domingo. "Quero treinar na hora do jogo, preparar algumas jogadas de bola parada, com a luz ideal, lá com a luz no horário do jogo e com o gramado que é mais adequado que esse, são coisas mais precisas que precisamos acertar", comentou.

Já classificados para as quartas de final do Campeonato Paulista, Palmeiras e Santos travam luta pela melhor campanha da primeira fase do torneio. O time do Palestra Itália está em vantagem, com 35 pontos e dois a mais do que a equipe da Vila Belmiro, mandante no clássico do próximo domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.