Oswaldo dedica título a Nelsinho

Quando uma equipe sagra-se campeã, quem se destaca no jogo procura dar explicações ao feito, se sente como o todo poderoso. São exceção os casos em que um jogador divide os méritos com companheiros. Mas a atitude do técnico Oswaldo de Oliveira, após o duelo com o Ituano, provou seu profissionalismo. Dedicou o título a Nelsinho Baptista, a quem substituiu no comando do São Paulo. ?Este título eu dedico ao Nelsinho, do fundo do meu coração?, afirmou, no fim do jogo. ?Apenas dei continuidade ao trabalho dele, parabéns Nelsinho,? concluiu. Enquanto o técnico dividia as glórias, os jogadores festejavam o título, aliviados. Muitos estavam na corda bamba e a competição era usada como laboratório para a diretoria, que promete reformular o elenco. ?Foi um alívio, muitos menosprezaram esta competição, mas título é título e o importante é que somos campeões?, disse o zagueiro Jean. ?Nada melhor que começar o segundo semestre com título?, afirmou o goleiro Roger. Agora os jogadores ganham dez dias de férias. Reforços ? Agora a diretoria tricolor vai atrás de reforços para a Copa dos Campeões, em julho, que vale vaga na Libertadores de 2003. Depois da contratação do lateral-esquerdo Márcio, do Juventus, o nome da vez é o de Luís Fabiano. O clube ofereceu US$ 2 milhões ao Rennes, da França, para contar com o atacante e terá a resposta esta semana. Uma troca com o Santos também pode acontecer. Viriam para o Morumbi, o zagueiro André Luís e o lateral-esquerdo Léo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.