Vitor Silva/Divulgação
Vitor Silva/Divulgação

Oswaldo diz que não vê Botafogo pior do que ninguém

'Se não é o melhor, não deve nada a ninguém', afirma o treinador

AE, Agência Estado

09 de setembro de 2013 | 10h17

CRICIÚMA - A vitória do Botafogo, de virada, sobre o Criciúma, na noite de domingo, por 2 a 1, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, provocou um desabafo de Oswaldo de Oliveira após o duelo no interior catarinense. O técnico enumerou as dificuldades que o time precisou superar no primeiro turno do torneio nacional para destacar a força da sua equipe, disse que só não é líder por causa de alguns vacilos e repetiu algumas vezes que se "o Botafogo não é o melhor time do Brasil, não deve nada a ninguém".

"O Botafogo, se não é o melhor, não deve nada a ninguém. Poderíamos estar na liderança. Faltou competência e experiência em alguns momentos, mas o que tem apresentado, com todas as adversidades que tem encontrado, com os problemas que superou... Estádio fechado, sem salário, fim da concentração, perda de jogadores importantes. Por isso, se não é o melhor, não deve nada a ninguém. Cruzeiro, Grêmio, Corinthians, Internacional, claro que podem chegar ao título na reta final, mas o Botafogo, nesse momento, não deve nada a nenhum deles", disse.

Na noite de domingo, a virada do Botafogo começou a ser construída com a entrada do meia Octávio, de 19 anos, autor do primeiro gol do time diante do Criciúma. Oswaldo celebrou que mais uma aposta sua tenha dado certo, mas dividiu os méritos com o restante da comissão técnica do time carioca. "Não é um trabalho só meu. Reconheço os meus méritos, mas temos um grupo de trabalho excepcional. Não estou falando isso para agradar", disse. "Isso tem dado condições ao Octávio, ao Hyuri, ao Elias, entrarem e surtirem efeito", completou Oswaldo.

Com o triunfo de domingo, o Botafogo chegou aos 36 pontos, na segunda colocação no Campeonato Brasileiro, a quatro pontos do líder Cruzeiro. O time volta a entrar em campo na próxima quarta-feira, quando receberá o Corinthians, às 21h50, no Maracanã, pela 20ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.