Ricardo Saibun/Dovulgação
Ricardo Saibun/Dovulgação

Oswaldo elogia trabalho da base e promessas do Santos

Jogadores da atual campanha da Copa São Paulo estão sendo observados

Agência Estado

19 de janeiro de 2014 | 15h13

SANTOS - Na sua apresentação oficial como novo técnico do Santos, Oswaldo de Oliveira garantiu que não iria priorizar atetas da base, ao declarar que "quem estiver bem vai jogar, tenha 15 ou 40 anos". A sua estreia no comando do time, na vitória por 1 a 0 sobre o XV de Piracicaba, no último sábado, mostrou, porém, que a sua passagem pelo clube deve ficar marcada pelo uso de jogadores formados no clube.

Seis dos 11 titulares na partida na Vila Belmiro passaram pelas divisões de base do clube: Gustavo Henrique, Jubal, Emerson, Leandrinho, Geuvânio e Gabriel, autor do único gol da partida. Além disso, Léo Cittadini e Alan Santos entraram em campo durante o jogo. Satisfeito com os jogadores, Oswaldo exaltou o trabalho desenvolvido pelo clube para a formação de jogadores.

"É muito legal (utilizar a base). O clube tem méritos. Além desse número que vimos contra o XV, vimos de manhã uma equipe muito boa na Copa São Paulo, com jogadores se projetando. O trabalho é muito legal e promissor", elogiou Oswaldo, demonstrando que mais promessas devem ser aproveitadas, afinal, ele também está observando os jogadores que realizam boa campanha na Copa São Paulo - atual campeão, o time está classificado às semifinais após vencer o Taboão da Serra por 3 a 0 no último sábado.

Após a estreia vitoriosa no Campeonato Paulista, o Santos terá pouco tempo de preparação para o seu próximo compromisso. A equipe volta a entrar em campo na próxima terça-feira, às 19h30, quando vai enfrentar o Audax, no Estádio do Pacaembu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.