Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Oswaldo espera contar com Valdivia após a Copa América

Chileno pode atuar pela última vez pelo Palmeiras

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2015 | 07h00

O meia Valdivia pode fazer neste domingo seu último jogo com a camisa do Palmeiras. Ele tem contrato com o clube até o dia 17 de agosto e nesta terça-feira se apresenta na seleção chilena que disputa a Copa América. Se depender da vontade do técnico Oswaldo de Oliveira, o ciclo do meia ainda está longe de se encerrar. 

"Minha ideia é trabalhar com ele, que ele vá e volte. Ele está evoluindo e hoje está na frente do Cleiton Xavier. Minha ideia é dar continuidade quando ele voltar. Conversei com ele e ele quer ficar no clube. A diretoria se interessa em sua permanência também, mas falta o recheio do sanduíche, que é a negociação", disse o treinador.

Apesar do discurso otimista de Oswaldo, a situação é bem diferente. Valdivia realmente gostaria de permanecer no Palmeiras, mas está chateado com a postura da diretoria, que ofereceu um salário bem abaixo do que ele recebe atualmente. O diretor de futebol, Alexandre Mattos, também não gosta tanto assim do chileno, ao contrário do presidente Paulo Nobre. 

Nos bastidores, tanto o lado do jogador como da diretoria acham pouco provável que consigam entrar em um acordo para renovação de contrato. Entretanto, existe a possibilidade do Palmeiras liberá-lo antes do término do contrato, dia 17 de agosto. A Copa América se encerra dia 4 de julho. 

O meia tem futuro indefinido. No Brasil, dois clubes aparecem interessados: Cruzeiro e Flamengo, sendo que os mineiros parecem mais dispostos a ficar com o meia. Eles já sondaram o jogador em outras oportunidades, mas com a possível liberação do Palmeiras, podem oficializar o interesse e acertar negócio. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.