Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Oswaldo espera liberação e quer escalar Renato contra o Princesa na quinta

Apesar dos elogios ao volante, o treinador sabe que Renato ainda não está no auge de sua forma

Sanches Filho, Agência Estado

14 de maio de 2014 | 19h29

SANTOS - Mal chegou ao Santos, o volante Renato pode aparecer como opção para o duelo diante do Princesa do Solimões nesta quinta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil. O técnico Oswaldo de Oliveira espera apenas a regularização do atleta, que chegou do Botafogo na última terça, para saber se poderá levá-lo para a partida ou não.

"Conto com ele. Estou esperando até a meia-noite de hoje (terça). Se o Botafogo liberar a documentação, ele vai para o jogo. Dispensa comentários, é um jogador de excelente qualidade, indiscutível, experiente. E nós estamos precisando dessa qualidade e experiência no nosso elenco", declarou Oswaldo.

Apesar dos elogios ao volante, o treinador sabe que Renato ainda não está no auge de sua forma e pouco treinou com os novos companheiros. Por isso, descartou sua escalação como titular. "Ainda não começo com ele, não. Tem que se adaptar melhor, precisa rodar mais. O Arouca começa o jogo."

Oswaldo de Oliveira se mostrou feliz pela chegada de Renato, com quem trabalhou no Botafogo ano passado, mas não quer que o Santos pare por aí. Ele já havia pedido à diretoria mais reforços, e nesta quarta voltou a explicar o que espera dos dirigentes. "Claro, esperamos que o Santos consiga trazer mais alguns jogadores", resumiu.

Depois de vencer por 2 a 1 na partida de ida, o Santos recebe o Princesa do Solimões podendo até perder por 1 a 0 que garante vaga na próxima fase da Copa do Brasil. Se for derrotado por um gol de diferença com placares superiores a 2 a 1, o time paulista estará eliminado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.