Oswaldo exalta importância de goleada para o Botafogo

Após ver o Botafogo acumular empates diante de Nova Iguaçu, Madureira e Flamengo, o técnico Oswaldo de Oliveira voltou a festejar uma vitória de sua equipe na noite da última quarta-feira, quando o time botafoguense goleou o Olaria por 5 a 0, no Engenhão, pela quinta rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. O treinador exaltou a importância do resultado elástico, que resgatou a confiança abalada pelas últimas decepções na competição.

AE, Agência Estado

09 de fevereiro de 2012 | 09h15

"O placar é claro que ajuda porque dá notoriedade à equipe. A gente conseguiu fazer os gols, isso é muito importante. Dá confiança aos jogadores, principalmente ao Elkeson, que fez dois e não marcava há bastante tempo. Isso é muito bom. A vitória faz parte do processo de crescimento da equipe, embora isso pudesse ter acontecido anteriormente", analisou o comandante, lembrando que o meia Elkeson voltou a balançar as redes pelo clube após 25 partidas de jejum.

O treinador também destacou que o simples fato de o Botafogo ter voltado a conquistar três pontos, independentemente de eles terem vindo por meio de uma goleada, era fundamental para a equipe, que não ganhava desde a sua estreia neste Campeonato Carioca, no dia 22 de janeiro, quando bateu o Resende por 3 a 1, no Engenhão.

"A vitória é importante em qualquer hora, em qualquer dia. É o que buscamos incessantemente e o que traduz nossa expectativa no trabalho", enfatizou o técnico, que ainda elogiou a ofensividade do Olaria na última quarta-feira. "O Olaria teve uma postura corajosa, foi uma equipe que nos criou bastante dificuldades, porque ousou jogar. Tentou sair para jogar, tentou muitas vezes pressionar a nossa saída de bola. É uma atitude corajosa, realmente", opinou.

Depois do triunfo expressivo desta quarta-feira, o Botafogo voltará a campo pelo Campeonato Carioca no próximo sábado, quando enfrentará o Bonsucesso, às 17 horas, mais uma vez no Engenhão, pela sexta rodada do torneio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.