Divulgação
Divulgação

Oswaldo manifesta preocupação e pede melhora na defesa do Santos

Técnico critica atuação em empate por 3 a 3 com o Rio Claro, pelo Campeonato Paulista

O Estado de S. Paulo

17 de março de 2014 | 07h30

RIO CLARO - O empate em 3 a 3 com o Rio Claro, neste domingo, pelo Campeonato Paulista, levou o técnico santista Oswaldo de Oliveira dizer após o jogo que está preocupado com a instabilidade defensiva da equipe. “O setor de marcação necessita uma ação conjunta, que começa já no ataque. Minha preocupação é aprimorar isso”, afirmou.

Nos últimos três jogos, o Santos levou seis gols e as falhas deste domingo fizeram o time tropeçar na rodada e perder o posto de melhor campanha da primeira fase, que agora pertence o Palmeiras, o adversário da próxima rodada, na Vila Belmiro.

A defesa santista neste domingo foi formada por Jubal, garoto vindo das categorias de base, e David Braz, que estava encostado no elenco e foi promovido de forma emergencial. As lesões de Edu Dracena, Gustavo Henrique e Neto têm deixado o treinador com poucas opções para formar o setor. Como a equipe costuma jogar com uma formação ofensiva - já chegou a atuar até com quatro atacantes - os erros da defesa têm pesado. “Nossa equipe deu muitos contra-ataques para o Rio Claro e precisamos correr para empatar”, lamentou o meia Cícero.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.