Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Oswaldo não se incomoda com 'jejum' de Leandro Damião no Santos

'O Damião sente o longo período que ficou sem jogar', avalia o técnico da equipe

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

13 de fevereiro de 2014 | 04h59

SANTOS - Foram apenas dois jogos, mas ainda assim Leandro Damião está incomodado por não ter marcado gols pelo Santos. Seu desempenho contra Linense e Comercial não foi ruim, mas ele esperava já ter balançado a rede com a camisa santista. Oswaldo de Oliveira admite que o centroavante está ansioso, mas não dá muita importância ao "jejum".

"O Damião sente o longo período que ficou sem jogar e ainda está estreando com companheiros novos", comentou o treinador, que não acredita que a busca de Damião pelo primeiro gol pelo Santos tenha prejudicado o time nos dois últimos jogos.

Em sua estreia, em Lins, na semana passada, Damião chegou a marcar um gol, mas ele foi anulado por impedimento - de fato, o centroavante estava um pouco à frente do último jogador da linha defensiva do Linense. Na terça-feira, o ex-goleador do Inter desperdiçou algumas chances de gol, mas construiu a jogada do segundo gol de Geuvânio.

Além da pressão da torcida santista, que espera muito de um jogador que custou R$ 42 milhões (a contratação foi feita com dinheiro da empresa Doyen Sports), Damião tem de lidar com a pressão causada pela proximidade da Copa do Mundo. No fim da semana que vem, Luiz Felipe Scolari vai convocar dois atacantes que jogam no Brasil para o amistoso contra a África do Sul, o último antes da convocação para o Mundial. Fred certamente será um desses atacantes, e Damião espera ser o outro. Para alcançar esse objetivo, ele terá de se destacar (com gols, de preferência) nos jogos contra Penapolense, no domingo, e Atlético Sorocaba, na quinta-feira.

A necessidade de mostrar serviço para Felipão pode atrapalhar Damião, e Oswaldo sabe disso. Sua missão será "acalmar" o jogador para que ele não prejudique o time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.