Oswaldo nega pressão no Palmeiras por jejum em clássicos

O técnico Oswaldo de Oliveira nega que esteja pressionado pela falta de vitórias do Palmeiras em clássicos em 2015. Neste ano, a equipe perdeu para o Corinthians, por 1 a 0, dentro do Allianz Parque e perdeu para o Santos, na Vila Belmiro. "Eu não tenho essa resposta (se o Palmeiras entrará pressionado pelo jejum em clássicos). Vamos constatar depois de 90 minutos. Essa é uma situação que tem sido repetida, como algumas outras estão sendo repetidas aqui. A pauta era o Valdivia, mas graças a Deus ele viajou. O Gabriel também. A bola da vez agora é o clássico", afirmou o treinador em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira.

GONÇALO JÚNIOR, Estadão Conteúdo

24 Março 2015 | 18h09

Oswaldo afirmou que a escalação do Palmeiras ainda não está definida. Ele espera a evolução dos argentinos Tobio e Allione para definir a equipe titular. "Estou aguardando em relação ao Tobio e Allione. Se estiveram em condições, vão voltar à equipes. O resto não teria alterações", disse o treinador.

Oswaldo espera um jogo difícil e elogia a qualidade do ataque do São Paulo. "São todos jogadores de muito valor (os atacantes do São Paulo). A gente tem que estar preparado para a dificuldade, não exatamente para o nome. Vejo que muito provavelmente o Luis Fabiano vai jogar. Pato, Centurión, Alan Kardec, saberemos na hora. Temos que estar preparados", disse Oswaldo.

Mais conteúdo sobre:
futebol Palmeiras Paulistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.