Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Oswaldo põe Valdivia no banco no jogo do Palmeiras com Joinville

Treinador explica que chileno ainda não atuou 90 minutos

DANIEL BATISTA, Estadão Conteúdo

15 de maio de 2015 | 12h12

Oswaldo de Oliveira comandou um treinamento coletivo nesta sexta-feira e esboçou o time do Palmeiras para encarar o Joinville, domingo, às 18h30, na Arena Joinville, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. As grandes novidades são a presença do meia Valdivia entre os reservas (ele estava cotado para ser titular) e o retorno de Robinho após ser poupado no primeiro tempo da partida contra o Sampaio Corrêa, na última terça-feira.

Antes de começar o coletivo, o treinador ficou por cerca de dez minutos conversando com a provável formação titular do time que teve: Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel, Robinho, Zé Roberto, Rafael Marques e Dudu; Leandro Pereira.

Além da volta de Robinho no lugar de Amaral, outra novidade entre os titulares do Palmeiras foi o retorno do atacante Leandro Pereira, recuperado de dores musculares. A equipe reserva foi escalada com: Aranha; Ayrton, Nathan, Wellington e Victor Luis; Andrei, Amaral, Alan Patrick, Valdivia e Kelvin; Cristaldo. O volante Arouca continua fora, recuperando-se de lesão na coxa, assim como o meia Cleiton Xavier, que ficou na academia e está fora da partida.

Oswaldo confirmou que Arouca está sendo preparado para jogar domingo que vem, contra o Goiás, em casa, e explicou a decisão de deixar Valdivia entre os reservas. "Ele ainda não começou e terminou um jogo inteiro, os 90 minutos, então é mais por opção física mesmo. Valdivia foi decisivo nos jogos que entrou no decorrer da partida, mas vou observar amanhã (sábado). Ele treinou bem na semana", explicou o treinador. O elenco do Palmeiras realiza o último treino antes de enfrentar o Joinville neste sábado, na Academia de Futebol.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.