Oswaldo recusa proposta do Marítimo

O técnico Oswaldo de Oliveira - que está desempregado desde a saída do Santos - no início da temporada - recusou a proposta para dirigir o Marítimo, de Portugal. O treinador explicou que não chegou a um acordo com os representantes do clube da Ilha da Madeira. Ele disse, no entanto, que está em seus planos assumir o comando de uma equipe do exterior. ?Fiquei muito feliz com a lembrança do meu nome para dirigir o Marítimo, mas não chegamos a um acordo. Vejo com bons olhos a possibilidade de dirigir uma equipe de Portugal e pretendo trabalhar naquele país algum dia. O futebol português evoluiu bastante nos últimos anos e se tornou um dos mais fortes do mundo. Quero agradecer pessoalmente ao presidente Carlos Pereira, que foi muito gentil e se mostrou uma pessoa séria nas duas vezes em que conversamos pelo telefone?, disse Oswaldo, segundo informou sua assessoria de imprensa. O treinador permanece no Rio à espera de uma proposta. ?Tenho analisado algumas situações, mas ainda não defini se darei continuidade à minha carreira no Brasil ou no exterior?, finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.