Gilvan de Souza/ Flamengo
Gilvan de Souza/ Flamengo

Oswaldo pediu punição a quinteto do Flamengo: 'Erraram comigo'

Cinco atletas foram afastados após festa fora de hora

Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2015 | 16h57

Dois dias depois de a diretoria do Flamengo anunciar o afastamento dos cinco jogadores do elenco presentes em uma animada festa na última terça-feira, o técnico Oswaldo de Oliveira quebrou o silêncio. Em entrevista coletiva nesta sexta, o comandante rubro-negro não economizou nas críticas aos atletas e revelou que partiu dele mesmo o pedido aos cartolas por uma punição exemplar.

"Eu queria puni-los, partiu de mim o pedido. Porque eles erraram comigo. O que peço a eles é comprometimento, entrega, um esforço maior para voltar a jogar bem, ganhar jogos, evitar contusões. Essa é minha retórica diária com os jogadores", declarou. "Falo sempre em sono, abstinência alcoólica para meus jogadores. É muito difícil jogar e ter disciplina tática sem obedecer esses detalhes."

O Flamengo decidiu multar e afastar por tempo indeterminado Alan Patrick, Everton, Marcelo Cirino, Pará e Paulinho, flagrados em uma festa com álcool e mulheres na última terça, mesmo em meio ao péssimo momento do time - venceu apenas uma das últimas sete partidas. Para Oswaldo, o ocorrido foi uma prova de falta de comprometimento destes atletas. Ele próprio, no entanto, viu exagero na punição.

"Eu os afastaria desse jogo. Combinamos que tínhamos que esgotar o assunto, dar um ponto final. Mas não podia partir só de mim. Minha intenção era tirar desse jogo e depois analisar a situação, porque o ser humano é passível de falhas", revelou o treinador, que queria tirar o quinteto somente do duelo deste domingo diante do Grêmio.

Independente do ocorrido, Oswaldo pediu foco no confronto do fim de semana e avaliou que é a hora certa para recuperar o clube. "Todas as equipes oscilam e a que oscila menos está no topo. E ainda tem elenco definido há mais tempo. Quando não se tem solidez, ocorre mais oscilação. Vamos tentar reerguer o Flamengo neste final para honrar esta camisa."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoOswaldo de Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.