Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Oswaldo: Valdivia pediu dispensa do Chile para continuar tratamento

Meia desfalca Alviverde em clássico com São Paulo por convocação

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

15 Março 2015 | 14h41

O técnico do Palmeiras, Oswaldo de Oliveira, revelou neste domingo, após a vitória por 1 a 0 sobre o XV de Piracicaba, que Valdivia pediu dispensa da seleção chilena para continuar tratando no clube de uma lesão muscular na coxa esquerda. O meia foi convocado na semana passada para disputar os amistosos contra Irã e Brasil, nos dias 26 e 29, respectivamente.

"O Valdivia pediu para o clube, junto à federação chilena, interceder para que ele não vá para lá, pois não está admitindo jogar antes lá do que no Palmeiras. Achei muito bacana da parte dele", revelou o treinador.

"O jogador teve uma contusão muito grave, tem todos esses protocolos, não acredito que com mais essa semana de treino ele esteja pronto. Acho que vamos precisar de pelo menos mais 15 dias. Toda vez que ele participa do treino com mais intensidade, ele acaba se ressentindo um pouco mais", disse Oswaldo de Oliveira.

O chileno não joga desde a última rodada do Campeonato Brasileiro de 2014, no empate por 1 a 1 com o Atlético-PR. A previsão da comissão técnica é que o meia faça o seu primeiro jogo na temporada apenas no dia 29, contra o Red Bull Brasil, pela 13ª rodada do Campeonato Paulista.

"Espero que a solicitação dele tenha eco e ele permaneça aqui. É fundamental que ele fique para focar mais e ter a primeira partida conosco", disse Oswaldo.

Além de Valdivia, o Palmeiras tem hoje mais seis jogadores sem condições de jogo: o volante Amaral (lesão na coxa direita), o meia Alan Patrik (estiramento muscular na coxa esquerda), os atacantes Mouche, Leandro e Kelvin (que se recuperam de cirurgia) e Rafael Marques (lesão no tornozelo direito).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.