Norberto Duarte/AFP
Norberto Duarte/AFP

Otero lamenta falta de produção do ataque corintiano no Paraguai: 'Empate amargo'

Equipe alvinegra fica no 0 a 0 com o River Plate, em Assunção, em estreia pela Copa Sul-Americana

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2021 | 00h14

O meia Otero resumiu o empate entre Corinthians e River Plate, do Paraguai, em um palavra: "amargo". Ao fim do 0 a 0, em Assunção, o corintiano lamentou a falta de produção do setor ofensivo da equipe e não escondeu a decepção pela chance perdida pelo time de fazer uma estreia melhor na Copa Sul-Americana.

"Acho que fizemos uma boa partida, mas faltou o gol. Foi um empate amargo, ficamos muito tempo com a bola, mas não tivemos muitas chances de gol. Isso nos faltou", reconheceu Otero, um dos poucos destaques do Corinthians na noite desta quinta-feira.

Para o meia, o time paulista não conseguiu superar a retranca do River, principalmente no segundo tempo. "O River se fechou, esperou e contra-atacou. Não conseguimos entrar na parte defensiva deles, que estavam muito fechados. Faltou o passe final para a gente conseguir definir", lamentou.

Otero pregou que o resultado decepcionante no Paraguai precisa ficar como lição para o time, neste início de trajetória na competição sul-americana. "Vamos tentar melhorar e vamos tirar as coisas boas dessa partida", projetou.

Pela Copa Sul-Americana, o Corinthians volta a campo já na quinta da próxima semana para enfrentar o Peñarol, em sua estreia em casa na competição, na Neo Química Arena. Antes disso, o time comandado por Vagner Mancini fará o clássico com o Santos no domingo, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.