Divulgação
Divulgação

Otimismo de palmeirenses faz clube aumentar vendas de camisas

Em menos dois meses clube vende mais do que toda a comercialização de 2015

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

04 Fevereiro 2017 | 07h00

A expectativa para começar a temporada 2017, ano em que defende o título de campeão brasileiro e sonha com a Copa Libertadores, mexe com o elenco e a torcida do Palmeiras. Prova disso é a movimentação intensa nos lojas oficiais do clube para comprar produtos oficiais. Apenas entre dezembro do ano passado e o início de janeiro deste ano a comercialização foi 30% maior do que em todo o ano de 2015.

Segundo dados da Meltex Franchising, empresa que administra as lojas oficiais do clube há quatro anos, o momento atual é um dos melhores da história recente em vendas. O bom momento da equipe, que neste domingo estreia no Campeonato Paulista, alimenta a procura por produtos em todo o país. Aliás, pontos de venda em outros estados, como Distrito Federal e Paraná, foram os que apresentaram crescimentos mais expressivos.

"Pela estrutura do time e os resultados, isso ajudou a consolidar nossas lojas. Fizemos uma preparação para essa demanda e reforçamos os estoques para não ter desabastecimento", contou Danilo Verrilo, gerente de expansão da empresa que administra a rede Academia Store. São 35 pontos de venda no Brasil e como a boa fase faz as vendas aumentarem, o plano é fazer a rede abrir 20 novas unidades em 2017.

Os torcedores palmeirenses pelo Brasil têm preferências em comum. O produto oficial mais procurado é a camisa. Na hora de escolher o nome para personalizar, o líder até dezembro era Gabriel Jesus, com 35%, empatado com Dudu. Atrás deles, estão outros destaques da equipe campeã brasileira, como o zagueiro Vitor Hugo, o meia Moisés e os goleiros Fernando Prass e Jailson.

"Os produtos da linha retrô também são muito procurados. O Palmeiras tem uma ligação forte com as família, então as pessoas gostam de se lembrar dos ídolos do passado", disse Verrilo. Como novidade para 2017, fora a nova camisa para a temporada, está o lançamento de uma linha dedicada à disputa da Libertadores.

Mais conteúdo sobre:
Palmeiras Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.