Otimismo marca os embarques de Japão e Austrália

As seleções de Japão e Austrália, adversárias do Brasil na primeira fase da Copa do Mundo, embarcaram nesta sexta-feira para a Europa e, além de uma longa viagem pela frente, tinham em comum o estado de ânimo: otimistas, as duas equipes prometem ir além da primeira fase. "Vamos fazer o melhor que pudermos. Nosso objetivo é vencer a Copa", disse Zico, o principal alvo dos mais de 300 torcedores que lotaram o saguão do Aeroporto de Narita, em Tóquio. O Japão viajou direto para a Alemanha, e ficará em Bonn. Antes da estréia na Copa, dia 12 de junho, contra a Austrália, em Kaiserslautern, eles enfrentam a Alemanha, na próxima terça-feira, em Leverkusen, e Malta, dia 4, em Dusseldorf. Relaxado, Zico posou para centenas de fotos e ganhou um buquê de flores de uma aeromoça que vestia a camisa da seleção japonesa sobre o uniforme. Para ele, a boa campanha no Mundial será a coroação de seu trabalho - ele já anunciou que deixa o cargo depois da Copa. "Trabalhamos juntos por quatro anos e agora vamos para a disputa", disse. Na Austrália, o otimismo ficou por conta da recuperação do meia Tim Cahill, do Everton, que tinha uma contusão nos ligamentos do joelho sofrida em abril, num jogo do campeonato inglês, e não participou da vitória sobre a Grécia por 1 a 0, nesta quinta-feira. "Ele está bem e treinou junto com os atletas que não jogaram", afirmou Graham Arnold, assistente do técnico Guus Hiddink. A seleção da Ocenia chegará primeiro à Holanda, onde enfrenta a seleção local no domingo, dia 4, em Roterdã. A comissão técnica espera contar com Cahill para pelo menos parte desse amistoso, e também do John Aloisi, que se recupera de uma lesão no pé e também foi poupado do amistoso em Melbourne, que teve público superior a 95 mil pessoas. Para o meia Josip Skoko, autor do gol da vitória sobre os campeões europeus, o time não pode se preocupar demais com os adversários. "Temos de nos preocupar com o nosso trabalho. Podemos surpreender muita gente", declarou. Já na Alemanha, a equipe faz seu último amistoso no dia 7 de junho, em Ulm, contra o Liechtenstein.

Agencia Estado,

26 Maio 2006 | 10h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.