Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Otimista após goleadas, Palmeiras diz colher frutos de intertemporada

Equipe soma duas vitórias seguidas por 4 a 0 e atribui sequência aos trabalhos físicos das últimas semanas

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

29 de abril de 2019 | 04h30

A eliminação na semifinal do Campeonato Paulista e a pausa "forçada" do Palmeiras antes de iniciar o Campeonato Brasileiro agora, quem diria, viraram motivo de sucesso. A comissão técnica aponta o período de 15 dias sem atuar como o responsável pela equipe ter retomado a agenda de jogos com um futebol melhor e resultados incontestáveis, com duas goleadas por 4 a 0.

No último domingo o time fez 4 a 0 com facilidade no Fortaleza, no Allianz Parque, na estreia pelo Campeonato Brasileiro e assumiu a liderança junto com o Ceará. No compromisso anterior, na quinta-feira, a equipe alviverde bateu pelo mesmo placar o Melgar, em Arequipa, no Peru, e confirmou classificação às oitavas de final da Copa Libertadores. 

As duas partidas tiveram entre si um intervalo curto, de menos de 72 horas, porém o time titular não sentiu o cansaço, a viagem e a chuva. "Estamos melhores não só melhores fisicamente, mas o trabalho técnico ficou um pouco melhor nesses últimos 15 dias. Acrescentou nos atletas algumas coisas a mais", comentou o treinador Luiz Felipe Scolari, que elogiou a atuação contra o Fortaleza.

O técnico disse estar satisfeito com o time, principalmente pela goleada servir para dar confiança ao Palmeiras e mostrar um padrão de atuar parecido ao do ano passado. "Jogamos bem equilibrados esse jogo de hoje. Foi bem equilibrado de todo o nosso time. Esse equilíbrio foi o que deu a chance de ganharmos o Campeonato Brasileiro no ano passado. Vamos ver se mantemos isso", comentou Felipão.

O Palmeiras teve os 15 dias livres no calendário ao ter sido eliminado na semifinal do Campeonato Paulista, pelo São Paulo. Os outros grandes do futebol paulista tiveram compromissos nesse período, como as decisões do Estadual ou partidas pela Copa do Brasil, como foi o caso do Santos. Outros participantes do Brasileiro, como Fortaleza, Cruzeiro, Flamengo e Grêmio, também estiveram envolvido com os Estaduais nessas últimas semanas.

Apesar da goleada por 4 a 0, a preocupação do Palmeiras foi a lesão de Ricardo Goulart. O atacante deixou a partida contra o Fortaleza ainda aos sete minutos, após sentir dores no joelho direito. Ele será submetido a exames nesta segunda-feira para verificar a gravidade do problemas.

Na quarta-feira, o Palmeiras volta a campo contra o CSA, em Maceió, e Felipão promete que vai relacionar para a partida o volante Matheus Fernandes, reforço trazido do Botafogo e que ainda não estreou. "Ele vai viajar para o jogo contra o CSA. Estamos fazendo um trabalho com o departamento físico, de fisiologia e nutrição, que o Matheus Fernandes vai melhorando e se adaptando", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.