JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Empurrado por novidades, São Paulo derrota o CRB por 2 a 0 na Copa do Brasil

Titulares, Brenner e Jean são decisivos nos gols de Valdívia e Militão e o time conquista vantagem para jogo de volta em Maceió

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2018 | 21h20

Pressionado pela sequência de três jogos sem vencer, o São Paulo derrotou nesta quarta o CRB no Morumbi por 2 a 0 e leva vantagem para o duelo de volta da 3.ª fase da Copa do Brasil, no dia 14, em Maceió. Com gols de Valdívia e Militão, o time dominou o jogo e teve atuação segura, com mais fôlego, uma postura bem diferente das últimas partidas.

Aliados de Leco apontam problemas e pedem ajustes no estatuto do São Paulo

Bancado pela diretoria no comando do time após tropeços recentes, o técnico Dorival Junior ganha sobrevida na equipe, que já pensa no duelo contra o Linense, no domingo, e no clássico com o Palmeiras, na próxima quinta, ambos pelo Paulistão.

Os gols da vitória tricolor vieram de jogadas iniciadas por duas novidades do time para a partida. Diego Souza, que não vinha tendo boas atuações, deu lugar ao jovem Brenner. E na meta do São Paulo, Jean foi escalado de última hora no lugar de Sidão, que se machucou no treino antes do jogo. O atacante fez o cruzamento que culminou no gol de Valdívia e Jean fez bom lançamento para Militão, que avançou para tabelar com Cueva e marcar o dele.

O São Paulo mandou no jogo, principalmente no primeiro tempo. Não deu espaço para o CRB jogar e precisou de apenas 5 minutos para ter sua primeira chance real de abrir o placar diante dos alagoanos. Hudson recebeu de Cueva na área e foi derrubado por Feijão. O árbitro marcou pênalti, mas Cueva desperdiçou - a segunda penalidade perdida pelo peruano neste ano.

Valdívia, atuando com velocidades nos dois lados do gramado, e Hudson, mais avançado, faziam a diferença na armação de jogadas ofensivas do São Paulo, que chegava com facilidade pelas pontas, mas errava passes e pecava nas finalizações. Acuado, o CRB se fechou ainda mais, e Jean tinha pouco trabalho. 

De tanto insistir, o time tricolor abriu o placar depois de jogada de Brenner, pela direita, que tentou cruzar para Cueva na área. Após a chute, a bola desviou na zaga alagoana e Valdívia aproveitou para chutar no canto. Seu primeiro gol com a camisa tricolor, aos 33 minutos. 

O gol deixou o São Paulo mais tranquilo em campo e a pressão continuou de forma mais organizada. O time passou a valorizar o passe curto no meio-campo, mas foi num lançamento longo do goleiro Jean, que viu Militão sozinho perto do meio-campo, que o segundo gol saiu. O lateral avançou com velocidade e tabelou com Cueva antes de marcar o segundo do São Paulo, aos 41.

À frente no placar, o São Paulo voltou para o segundo tempo valorizando a posse de bola, mas errava muitos passes no meio-campo. O CRB passou a pressionar, e teve pelo menos duas chances desperdiçadas de descontar. Mais bem posicionado, o São Paulo ainda teve chances de ampliar duas vezes com Valdívia, mas também não conseguiu.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 2 X 0 CRB

São Paulo: Jean; Militão, Rodrigo Caio, Arboleda e Reinaldo; Petros, Hudson, Valdívia e Cueva (Paulinho); Marcos Guilherme (Nenê) e Brenner (Diego Souza). Técnico: Dorival Junior.

CRB: João Carlos; Ayrton, Flávio Boaventura, Anderson Conceição e Diego; Feijão, Serginho, Willians (Juliano), Edson Ratinho e Willians Santana (Juninho Potiguar); Neto Baiano. Técnico: Mazola Junior.

Gols: Valdívia, aos 33, Militão, aos 41 minutos do 1º tempo.

Cartão amarelo: Willians Santana.

Público total: 8.514.

Renda líquida: R$ 20.615,16.

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS).

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.