Alvur Haraldsen/AP
Alvur Haraldsen/AP

Özil reitera desejo de 'provar seu valor' no Arsenal

Meia deverá estrear neste sábado com a camisa do clube londrino

AE, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 16h50

LONDRES - Quando trocou o Real Madrid pelo Arsenal, o meia Mesut Özil disse que não contava com a confiança necessária do técnico Carlo Ancelotti para seguir atuando pelo clube espanhol. Nesta quinta-feira, o jogador fez o seu primeiro treino pelo time inglês e, na primeira entrevista coletiva como jogador da equipe, reiterou que pretende provar o seu valor atuando na Inglaterra, repetindo o discurso que já havia proferido quando explicou sua mudança de ares.

Özil irá estrear neste sábado em partida contra o Sunderland, fora de casa, pelo Campeonato Inglês, depois de ter sido contratado junto ao Real por 50 milhões de euros no início deste mês. Neste novo desafio, o meio-campista admitiu que terá de se adaptar ao estilo de jogo exibido na Inglaterra, qualificado por ele como "mais físico" do que o praticado na Espanha.

"Estou muito feliz por jogar na melhor liga do mundo. Desejo me provar na Inglaterra", ressaltou. "Eu sei que posso me provar aqui. Não posso prometer títulos, mas posso prometer que, como time, iremos dar o máximo para tentar chegar a isso", completou o jogador alemão, que ganhou elogios do técnico Arsène Wenger nesta quinta-feira. "Özil tem um estilo de jogo que pode se adaptar ao nosso porque temos um estilo baseado em movimentação, habilidade técnica e criatividade. Ele tem todos os atributos para ser um dos líderes de nossa equipe", destacou o comandante.

O meio-campista alemão foi apresentado oficialmente como reforço apenas nesta quinta-feira, quando exibiu a camisa 11 que irá vestir no Arsenal. Com passagens também por Schalke 04 e Werder Bremen antes de acertar com o Real, ele inicia uma nova fase de sua carreira com o status de terceira contratação mais cara da história do futebol inglês.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolArsenalMesut Ozil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.