Alastair Grant/AP Photo
Alastair Grant/AP Photo

Pablo admite surpresa com ida à seleção e se emociona: 'Tem que acreditar sempre'

Após boa temporada pelo Bordeaux, defensor ganha a primeira oportunidade no time nacional

O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2018 | 17h26

O primeiro dia de treinos da seleção brasileira em Londres para os amistosos contra Arábia Saudita e Argentina foi também o primeiro dia de Pablo defendendo as cores do País. O zagueiro do Bordeaux foi uma das surpresas na convocação de Tite e admitiu que não esperava uma chance de atuar pela equipe de Tite neste momento.

"Meu pai me ligou chorando, achei que era brincadeira. Aí, minha esposa olhou na internet e viu que estava mesmo convocado. Ficou marcado na minha carreira, com certeza", declarou em entrevista coletiva nesta segunda-feira. No sábado, o Estado publicou uma entrevista exclusiva com o jogador em que ele comenta sobre a expectativa de fazer bonito no time nacional e sobre a forma com que ficou sabendo da convocação.

Pablo iniciou a carreira no Ceará, rodou por clubes do estado, pelo Grêmio e pela Ponte Preta, até chegar ao Bordeaux. Mas foi no ano passado, durante o período de empréstimo no Corinthians, que ganhou destaque. Apesar de ser considerado veterano para uma primeira chance na seleção, o zagueiro de 27 anos garantiu que nunca desistiu desse sonho.

"A gente nunca desiste dos nossos sonhos, tem que sempre acreditar. Apesar de já ter 27 anos, eu sempre trabalhei, me dediquei, sempre com pensamentos positivos e querendo defender a seleção", afirmou o jogador, bastante emocionado.

Pablo admitiu que achava que sua oportunidade na seleção havia ficado para trás após não ser convocado quando se destacou com a camisa do Corinthians, na campanha do título brasileiro de 2017. O jogador, aliás, fez questão de agradecer ao técnico daquela equipe, Fábio Carille, que foi auxiliar de Tite no clube paulista.

"Acho que falavam até mais de eu ter uma oportunidade na seleção quando estava no Corinthians. Amadureci muito como jogador e como pessoa com o Carille, e agora espero aprender ainda mais com o 'técnico' dele, né?", brincou.

A seleção brasileira realizou nesta segunda seu primeiro treino em Londres, onde seguirá até quarta-feira, quando viaja para a Arábia Saudita. Lá, enfrentará os donos da casa na próxima sexta-feira, na cidade de Riad, e a Argentina, no dia 16, em Jeddah.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.